Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 8 de maio de 2021
Busca
Brasil

MS já registrou 24 ocorrências de adversidades climáticas em 2010

15 Out 2010 - 17h24Por Mídia Max

Eventos climáticos adversos atingiram 21 municípios de Mato Grosso do Sul neste ano. Os impactos de chuvas de granizo, vendavais, inundações, alagamentos, interrupção de estradas e outras consequências fizeram com que 81.884 pessoas fossem afetadas.´

 Relatório da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec) aponta 24 ocorrências desse tipo de janeiro até agora. Três municípios tiveram registro de duas ocorrências em 2010: Campo Grande, Dourados e Santa Rita do Pardo.

O caso com maior número de pessoas prejudicadas diretamente foi o registrado no dia 27 de setembro em Três Lagoas. Pelo alcance dos danos do temporal, que comprometeram além de propriedades particulares importantes serviços públicos coletivos, o número de afetados chegou a 40 mil pessoas.

Desde o início do ano, o governo estadual vem auxiliando as prefeituras e coordenadorias municipais de Defesa Civil na preparação de documentos comprobatórios dos prejuízos e na busca de recursos federais para suprir o restabelecimento da normalidade. Montantes significativos já foram liberados, como o de R$ 15 milhões para Novo Horizonte do Sul. Outras cidades que sofreram as adversidades nos dois primeiros meses do ano também conseguiram o auxílio financeiro, como Aquidauana e Miranda.

Parte das 24 ocorrências do ano se deram entre janeiro e fevereiro, quando as chuvas do auge do verão chegaram forte, provocando a subida e transbordamento de rios, arrastando pontes e fazendo desabar estradas. Outras cidades foram vítimas de um início de primavera de chuvarada severa, especialmente acompanhada de vento e granizo. Grande parte das pessoas afetadas pelos temporais do fim de setembro são famílias que tiveram casas destelhadas ou perfuradas.

Os processos para obter recursos aos municípios que decretaram emergência e pediram auxílio em função das ocorrências de setembro estão em análise na Secretaria Nacional de Defesa Civil, do Ministério da Integração Nacional. A documentação e o requerimento foram elaborados em parceria entre a Cedec e as prefeituras, e o governo, com apoio da bancada federal, busca articular para que os pedidos sejam aprovados. Para quase todos os municípios, o Estado também enviou auxílio material, com produtos como kits de enxoval, cestas de alimentos, telhas e colchões.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada
TERROR NA CRECHE
Sob forte emoção moradores de Saudades realizam velório coletivo das vítimas do ataque à creche
CHEGANDO FORTE
Frio chega com força e provoca geada no Sul
TERROR EM CRECHE
Jovem invade escola e mata três crianças e duas funcionárias
PÉSSIMA PROJEÇÃO
Covid-19: Brasil deve alcançar 575 mil mortes em 1º de agosto, diz instituto
SONHO INTERROMPIDO
Jovem perde noivo para a Covid-19 no dia do casamento: 'Nossos sonhos ficaram para trás'
PANDEMIA CORONAVIRUS
Triste número: Brasil ultrapassa 400 mil mortes por Covid-19
REVOLTA
Pastor zomba da fé dos indígenas Trukás que revoltados quebram templo em construção; veja o vídeo