Menu
SADER_FULL
quarta, 12 de maio de 2021
Busca
Brasil

MS intensifica produção; cana irá a 14% da matriz energética

19 Jul 2010 - 10h50Por MS Notícias
Mato Grosso do Sul é um dos estados que vão turbinar a produção de energia a partir da biomassa nos próximos anos. A meta brasileira é aumentar a participação da energia produzida com bagaço da cana-de-açúcar na matriz energética para 14% até 2020. Para isso, é preciso sair dos atuais 1,8 mil MegaWatts (3%) para 13,1 mil MegaWatts (MW). Desse modo, a energia limpa encostará no óleo diesel como fonte de eletricidade.

Segundo relatório da Associação da Indústria de Co-geração de Energia (Cogen), que terá informações apresentadas no Canasul 2010, em agosto, em Campo Grande, o Estado tem sete indústrias cadastradas no Programa Bioeletricidade 2011-2020. É o segundo maior número do País, abaixo do líder São Paulo, com 32 empreendimentos do total de 62.

O programa é um esforço para promover ajustes fiscais e administrativos no setor bionergético, além de facilitar financiamentos. De acordo com o estudo, comandado pelo vice-presidente da Cogen, Carlos Silvestrin, um dos palestrantes do Canasul, a capacidade instalada de geração de bioenergia no Brasil deve saltar de 112 mil MW para 167 MW, em 2020.

Matéria-prima não vai faltar para dar fôlego à geração de bioenergia. O estudo aponta tendência de crescimento na produção de cana, que deve sair dos 685 milhões de toneladas, em 2010, para 1,1 bilhão, em 2019. Na transformação, são usados 75% de bagaço e 50% da palha da cana.

O Canasul 2010, nos dias 16 e 17 de agosto, será no Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo, no Parque dos Poderes, em Campo Grande.

Inscrições e informações até dia 10 de agosto no site WWW.opec-eventos.com.br/canasul.

O evento é realizado pela Comissão Técnica de Bionergia da Federação da Agricultura e Pecuária de MS (Famasul), com promoção do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Produção e Turismo (Seprotur); Associação dos Produtores de Bionergia de MS (Biosul) e Federação das Indústrias de MS (Fiems). Sebrae, Banco do Brasil e Ministério da Agricultura patrocinam o evento, que tem apoio da AEAMS, CREA-MS, OCB-MS e Mútua.

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada
TERROR NA CRECHE
Sob forte emoção moradores de Saudades realizam velório coletivo das vítimas do ataque à creche
CHEGANDO FORTE
Frio chega com força e provoca geada no Sul