Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 3 de junho de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

MS é o 2º maior produtor de devivados de mandioca do país

7 Jul 2004 - 09h35
Mato Grosso do Sul é o segundo maior produtor de produtos derivados da mandioca no Brasil e responde por 24% da produção nacional com 106,049 toneladas.O maior é o Paraná com 276, 9 mil toneladas, representando 64,7%.
Em terceiro lugar está o Estado de São Paulo com 33 mil toneladas, 7,7%. Os 2,8% são do restante dos estados brasileiros.As informações são de Carlos Alberto Gonçalves, coordenador setorial da Mandioca no Estado.

Segundo ele, Mato Grosso do Sul é o estado que mais está crescendo na produção de mandioca. De acordo com Gonçalves, o Brasil está entre os países que mais produzem mandioca no mundo, junto da Tailândia e Nigéria.
Os produtores estão preferindo exportar o produto do que abastecer o mercado interno. Segundo Célio Rodrigues, gerente da empresa de alimentos Bem Bom as fecularias de Naviraí e Ivinhema estão preferindo exportar para países vizinhos como a Argentina, Venezuela e Uruguai. De acordo com o gerente, para os produtores é vantagem a exportação pelo fato de ser quase totalmente isenta de impostos tributários como ICMS, IPI, COFINS e de os produtos serem vendidos à vista, cotados em dólar.

Adrolado Hoffman, proprietário da panificadora Pão Moreno, reclama da alta do preço da bolsa de 25Kg de polvilho azedo. Segundo ele, há um mês atrás o valor era de R$ 48,00. Ele acredita que a culpa para o aumento é dos atravessadores, pois o produtores não tem grandes lucros com à venda. Atualmente o preço está variando de R$85,00 a R$ 90,00 a bolsa. Segundo ele, os estabelecimentos que possuem estoque de polvilho estão segurando o produto para que ocorre a alta de preços. Para Célio Rodrigues, o motivo da escassez do produto no mercado é por causa do excesso de chuva e a praga da mosca, que destroe a raiz dos pés de mandioca.
 
 
RMT Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

COVID-19
Brasil registra mais de 31 mil mortes por covid-19
COISA MEDONHA
Mulher é desenterrada e estuprada um dia após ser sepultada
DOURADOS - NOVO EPICENTRO COVID-19
Dourados é novo epicentro do coronavírus em MS com mais de 300 casos confirmados
AUXÍLIO EMERGENCIAL
Caixa LIBERA 2ª parcela do auxílio de R$ 600 em contas dos beneficiários, veja os meses
ABSURDO
Médica relata ter sofrido agressões por parte de frequentadores de 'festas de corona'
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Menino de 9 anos, acidentalmente mata irmã de 7 anos com espingarda
TRAGEDIA NA RODOVIA
Mulher gravida e marido morrem e criança fica ferida em acidente trágico
PANDEMIA CORONAVIROS
Vai ser ''um massacre'', diz ex-diretor da Saúde sobre flexibilizar isolamento
BOA NOTICIA
Bolsonaro diz que auxilio emergencial pode ter quarta parcela, mas pagando menos
PRAZO MÁXIMO
Acordo prevê máximo de 20 dias para análise de auxílio emergencial