Menu
SADER_FULL
terça, 20 de abril de 2021
Busca
Brasil

MS é alvo de campanha contra agrotóxicos ilegais

19 Jul 2004 - 15h24
Mato Grosso do Sul está entre os oito estados brasileiros alvo de campanha nacional contra venda e utilização de agrotóxicos ilegais. A campanha começa veicular a partir de hoje em conjunto com a Sindag (Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Defesa Agrícola) e Andav (Associação Nacional dos Distribuidores de Insumos Agrícolas e Veterinários).
De acordo com as entidades, quatro toneladas de agrotóxicos ilegais foram apreendidas nas principais regiões agrícolas do Brasil, em Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Minas Gerais, Bahia, Mato Grosso e Goiás.
O volume de multas aplicadas pelo Ibama (O Instituto Nacional de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis) a agricultores usuários de agrotóxicos ilegais no período 2002-2003 chegou a R$ 1 milhão. Essas multas foram aplicadas especialmente em Mato Grosso do Sul, Paraná e Mato Grosso. Nesse período, o volume de chamadas registradas pelo 0800 940 7030 (que recebe denúncias do uso de agrotóxicos ilegais) chegou a três mil.
 
Campo Grande News

Deixe seu Comentário

Leia Também

VITIMA DA COVID 19
Vídeo: enfermeiro que receitava cloroquina se passando por médico morre de Covid-19
OS AMORES DO REI
Roberto Carlos teve três casamentos, paixões secretas e perdas em seus 80 anos
JUVENTUDE EM ALERTA
Covid: Variante acelera intubação de jovens e SP orienta procurar ajuda no 1º dia de sintomas
ATAQUE CANINO
Pit bull mata criança de 2 anos e deixa o irmão dela ferido
VIDEO CAPIVARA NA IGREJA
Capivara invade igreja: 'acho que ela veio rezar conosco', brinca Padre
BEBEDEIRA
Idoso conhece mulher, leva para casa é atacado a facadas
ROUBO DE CARGA
Três mil pessoas roubam carga de carne após carreta tombar e provocam novo acidente
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa credita 1ª parcela do Auxílio Emergencial nesta quinta para nascidos em maio
mulher carro beltrao 1 VIDEO
Mulher cai e fica ferida após ser flagrada em cima de carro em movimento
DESESPERADOR
Covid-19: Brasil registra 3.808 mortes em 24 horas