Menu
SADER_FULL
domingo, 17 de outubro de 2021
Busca
Brasil

MS destina 16,3% mais embalagens vazias de agrotóxicos

21 Nov 2006 - 16h45

Entre os meses de janeiro e outubro deste ano, Mato Grosso do Sul destinou 962 toneladas de embalagens vazias de produtos fitossanitários, 16,3% a mais que no mesmo período de 2005, no qual os agricultores do Estado devolveram 807 toneladas de recipientes vazios.

O Sistema de Destinação Final de Embalagens do Mato Grosso do Sul tem alcançado bons resultados graças ao trabalho conjunto de agricultores, canais de distribuição e cooperativas, indústria produtora (representada pelo Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias - inpEV) e poder público, representado no Estado pelo IAGRO (Agência Estadual de Defesa Sanitária, Animal e Vegetal), SEPROTUR (Secretaria de Estado de Produção e Turismo), SEMA (Secretaria de Estado de Meio Ambiente) e Instituto Meio Ambiente Pantanal (IMAP).

A estrutura de recebimento das embalagens é abrangente em Mato Grosso do Sul, que possui atualmente oito centrais localizadas nos municípios de Campo Grande, Chapadão do Sul, Dourados, Maracaju, Naviraí, Ponta Porã, Rio Brilhante e São Gabriel do Oeste, além dos postos de recebimento de Três Lagoas e de Sidrolândia, esse último inaugurado no início de outubro, com uma área total de 300m2. No primeiro ano de funcionamento, a nova unidade deverá receber cerca de 40 toneladas de recipientes (embalagens lavadas e não-laváveis), que seguirão para a central de recebimento de Maracaju. Ambas as unidades (Maracaju e Sidrolândia) são gerenciadas pela ARAMA (Associação das Revendas Agrícolas de Maracaju e Região).

Sistema de Destinação brasileiro - O Sistema de Destinação Final de Embalagens Vazias de produtos fitossanitários brasileiro apresentou crescimento mais uma vez. Entre janeiro e outubro deste ano, os agricultores do País devolveram 16.437 toneladas de recipientes, 9% mais que no mesmo período de 2005. Somente no mês de outubro, foram destinadas 1.231 toneladas.

Nos últimos 12 meses (de outubro de 2005 a outubro de 2006), o Brasil foi responsável pela destinação de 19.244 toneladas de embalagens vazias, um excelente resultado para o Sistema, que se aproxima de sua maturidade. Os elos integrantes da cadeia produtiva agrícola envolvidos no sistema buscam constantemente mecanismos que tornem o programa auto-sustentável, já que hoje ele é deficitário e inteiramente financiado por agricultores, distribuidores, cooperativas e indústria fabricante (representada pelo inpEV – Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias), cada qual com a sua parcela de responsabilidade.

Mais informações sobre o inpEV e o Sistema de Destinação Final de Embalagens Vazias estão disponíveis em www.inpev.org.br.

 

 

Dourados News

Leia Também

LIÇÕES DA BÍBLIA
Ame o Senhor, seu Deus
BRASIL VERDE
Governadores avançam na criação de consórcio em defesa do desenvolvimento sustentável
LIÇÕES DA BÍBLIA
Estudo adicional
LIÇÕES DA BÍBLIA
Outras imagens
LIÇÕES DA BÍBLIA
Seu povo especial
REVOLTANTE
Vanessa, de 18 anos, é atropelada e morre após reagir a assédio
LIÇÕES DA BÍBLIA
O livro da aliança
PAVOROSO
Acumulador de lixo transforma rua de cidade modelo em paraíso das ratazanas
JOGOS MORTAIS
Escola envia carta aos pais alertando sobre a série 'round 6'
NAUFRÁGIO
Barco naufraga e duas pessoas desaparecem; buscas continuam nesta segunda (11)