Menu
SADER_FULL
sexta, 14 de maio de 2021
Busca
Brasil

MS bate recorde na cana e reúne nomes de peso no Canasul

16 Ago 2010 - 10h16Por

Enquanto ganha espaço entre as potências sucroalcooleiras, Mato Grosso do Sul prepara a quarta edição do evento que marcou seu amadurecimento no setor, o Canasul 2010.

Hoje e amanha (16 e 17), palestrantes e debatedores de peso vão discutir, em Campo Grande, características e tendências da atividade que já ocupa 339 mil hectares no Estado, segundo levantamento da safra 2010/11 da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento).

Neste ano, a operação de 22 usinas será responsável pela produção de mais de 30 milhões de toneladas de cana-de-açúcar, resultado recorde fruto da expansão de 29%, de acordo com mesmo estudo.

A maior parte (21 milhões de toneladas) será transformada em etanol, cada vez mais presente na vida do brasileiro e respeitado no mercado internacional.

O presidente da Unica (União da Indústria da Cana-de-Açúcar), Marcos Junk, abre o ciclo de palestras, no Centro de Convenções Rubens Gil de Camilo, no Parque dos Poderes, falando sobre os efeitos da globalização no setor sucroenergético brasileiro.

Logo depois, o presidente da Biosul Associação dos Produtores de Bionergia de Mato Grosso do Sul , Roberto Hollanda, aprofunda a visão do público sob mercado regional e a busca pela sustentabilidade na produção.

Diretor de Negócios de Biopolímeros da gigante de plásticos Braskem, Marcelo Nunes, mostra novas utilizações do etanol.

Em seguida, o coordenador da Secretaria de Produção e Agroenergia do Ministério da Agricultura, Cid Jorge Caldas, discute o papel do governo federal no desenvolvimento do setor sucroalcooleiro.

Werner Semmelroth, da indústria; Ismael Pereira Junior, da Organização de Plantadores de Cana da Região Centro-Sul (Orplana) e Carlos Silvestrin, da Cogen (Associação da Indústria de Cogeração de Energia), fecham a lista de palestrantes do evento.

O Canasul 2010 é realizado pela Comissão Técnica de Bionergia da Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul) , com promoção do governo do Estado, por meio da (Secretaria de Produção e Turismo); Associação dos Produtores de Bionergia de Mato Grosso do Sul e Fiems (Federação das Indústrias de Mato Grosso do Sul).

Sebrae, Banco do Brasil e Ministério da Agricultura patrocinam o evento, que tem apoio da Aeams, Crea-MS, OCB-MS e Mútua.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SONHO INTERROMPIDO
Agente educacional morta em ataque a creche em Saudades queria fazer intercâmbio no Canadá
PESQUISA PRESIDENCIAL
Datafolha mostra Lula disparado na corrida eleitoral
NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada