Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 19 de janeiro de 2021
Busca
Brasil

MS acumula 4 mil notificações de dengue

12 Mar 2011 - 06h32Por

A Secretaria de Saúde de Mato Grosso do Sul divulgou hoje o boletim da dengue para a oitava semana de 2011, até 26 de fevereiro, que aponta 4.373 casos no Estado. O número que mantém a tendência de redução no total de casos comparada ao ano passado.

Em 2010, nesta época, já haviam sido registrados 43 mil casos, ou seja, 10 vezes mais.

O número de mortes atribuídos à dengue, no ano passado, já era de 15 nesta época do ano. Este ano, uma morte foi confirmada.

Em Campo Grande, conforme o boletim da Secretaria de Saúde aponta que até 26 de fevereiro haviam sido registrados 1978 casos, número que, em relação ao mesmo período de 2010, também é bem menor. No ano passado, já haviam sido mais de 25 mil registros na Capital na oitava semana do ano.

Chuvas preocupam A situação “confortável”, na avaliação do diretor-executivo da Secretaria de Saúde, Eugênio de Barros, agora exige preocupação por causa das chuvas em excesso, que aumentam as possibilidades de proliferação do mosquito transmissor da dengue.

Segundo ele, para evitar que o quadro de redução do número de casos se reverta, o caminho é combater os criadouros do mosquito que transmite a doença, conforme Eugênio de Barros.

Barros afirmou que não há mudança na estratégia de combate à doença, mas há um alerta, principalmente em relação a cidades onde a chuva foi mais intensa, como Aquidauana e Corumbá e mesmo Campo Grande.

Um eventual impacto das chuvas, e do aumento dos criadouros de mosquito ou mesmo de casos da doença deve ser sentido em uma ou duas semanas, segundo Eugênio.

Uma outra preocupação é com a chegada da dengue tipo 4, que ainda não fez vítimas no Estado e por isso mesmo pode provocar uma nova epidemia por pegar a população sem imunização contra essa versão do vírus.

Eugênio diz que já houve casos pesquisados, mas nenhum foi confirmado.

Ponta Porã

O Centro de Controle de Zoonozes realizou ontem uma mobilização no bairro São Rafael, periferia de Ponta Porã. A ação contou com o apoio das secretarias de infraestrura, saúde e demais colaboradores.O bairro foi escolhido porque apresentou dois casos confirmados de dengue este ano, segundo a coordenadora do CCZ, Dra. Raquel Bortolini.A coordenadora ainda diz que a situação é de alerta no município de Ponta Porã, o índice de infestação do mosquito está em 5,99%, quase seis vezes maior o que é considerado aceitável pela Organização Mundial de Saúde.O tolerável é de menos de um por cento.

Agentes de saúde estão percorrendo todos os bairros e centro de Ponta Porã, fazendo vistoria, orientando e notificando os moradores da existência do Aedes Aegypti.

Já são 43 casos notificados da doença, segundo o coordenador de atenção básica de saúde de Ponta Porã, Fuad Sayes Mahmoud e três casos confirmados durante este ano no município, sendo que ainda faltam resultados que foram enviados para análise. No ano passado foram mais de seiscentos casos confirmados de dengue e mil notificados em Ponta Porã.A maior preocupação da secretaria de saúde, segundo o coordenador é a entrada da dengue tipo 4 em nosso estado.

Segundo o Ministério da Saúde, os sintomas dos tipos 1,2, 3 e 4 de dengue são os mesmos, entre eles dor de cabeça, dores no corpo e articulações, febre, diarreia e vômito. O vírus tipo 4 não era registrado no País há 28 anos, mas em 2010 foi notificado em alguns estados, como o Amazonas e Roraima e este ano já existem casos confirmados da doença no Norte do país.A dengue tipo 4 apresenta risco a pessoas já contaminadas com os vírus 1, 2 ou 3, que são vulneráveis à manifestação alternativa da doença. Complicações podem levar pessoas infectadas ao desenvolvimento de dengue hemorrágica.

A situação é preocupante ainda mais nesses dias, pelo volume muito grande de chuva na região, favorável para reprodução do mosquito, que necessita de água limpa e calor para proliferar.De acordo com o Ministério da Saúde, 70% dos casos de dengue ocorrem nesta época, entre os meses de janeiro a maio.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SEU BOLSO
Litro da gasolina sobe R$ 0,15 nas refinarias da Petrobras
ESTUPRO DE VULNERÁVEL
Na calada da noite, namorado da avó estupra criança de 12 anos e é espancado por vizinhos
CONCURSO PÚBLICO
Concurso da Aeronáutica somam com as 21 mil vagas em outros concursos que a semana oferece
DEU RUIM
Jovem é atingido por raio enquanto usava celular no banheiro
PROVA DO ENEM
Confira as medidas de segurança durante a prova do Enem
SAIU O EDITAL
Com salário de até R$ 23,6 mil, Polícia Federal abre inscrição em concurso no dia 22
DESESPERO EM MANAUS
Médicos e familiares de pacientes descrevem colapso com falta de oxigênio em Manaus; leia relatos
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa libera saque da última parcela do auxílio emergencial a aniversariantes em julho
HORROR NA NOITE
Crianças são encontradas chorando ao lado de corpos de pais assassinados
DOR E DESCASO
Filho é obrigado abrir cova para enterrar próprio pai por não encontrar coveiro em cemitério