Menu
SADER_FULL
segunda, 28 de setembro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

MPE investiga entrada de crianças em filme proibido

26 Out 2010 - 07h08Por Campo Grande News

Repleto de palavrões e de cenas de violência, o filme Tropa de Elite 2 está sendo assistindo por crianças em Campo Grande, na rede Cinemark, segundo denúncia recebida pelo MPE (Ministério Público Estadual).

A classificação indicativa do filme, feita pelo Ministério da Justiça, aponta que ele não é recomendado para menores de 16 anos, por conter “linguagem chula e violência”.

No filme, sequência do sucesso Tropa de Elite, que trata da rotina de um grupo da Polícia Militar do Rio de Janeiro em sua atuação contra o tráfico, há palavrões para todos os lados, além de muitas mortes, sem contar a temática relacionada à corrupção de policiais e autoridades.

Os produtores tentaram incluir a Tropa de Elite 2 na classificação para maiores de 14 anos, mas não conseguiram.

A reportagem do Campo Grande News esteve em uma das salas onde o filme é exibido, no fim de semana, e observou a presença de uma criança, pelo menos.

Era uma menina, que aparentava no máximo dez anos. Ela estava acompanhada de um homem que parecia ser o pai e, durante cenas mais fortes, chegou a sair da sala, mas para ir ao banheiro e retornar.

A denúncia sobre crianças assistindo Tropa de Elite 2 foi encaminhada por e-mail à promotora Vera Bogalho, que atua na 28ª Promotoria de Justiça. Ela encaminhou o caso ao promotor Sérgio Harfouche, da 27ª Promotoria, responsável por assuntos do tipo envolvendo crianças e adolescentes.

Providência - O promotor informou ao Campo Grande News que enviaria, ainda hoje, ofício ao Cinemark solicitando que a classificação indicativa seja de fato cumprida.

Segundo ele, mesmo acompanhadas dos pais, crianças não podem assistir ao filme dado o conteúdo dele e a classificação indicativa recebida do Ministério da Justiça.

O promotor explicou que pais e responsáveis que descumprem a determinação podem ser enquadrados no artigo 255 do ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente), que considera infração “exibir filme, trailer, peça, amostra ou congênere classificado pelo órgão competente como inadequado às crianças ou adolescentes admitidos ao espetáculo:

Para o estabelecimento, a pena pode ser uma multa de vinte a cem salários de referência e, na reincidência, pode ser determinada a suspensão do espetáculo ou o fechamento do estabelecimento por até quinze dias, conforme prevê o Estatuto.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Motorista registrou a travessia de uma jiboia na avenida Ayrton Senna, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. FORA DO HABITAT
VÍDEO: motorista flagra jiboia cruzando pista de avenida no RJ: 'olha isso'
Só queria que me entendessem sem preconceito! PRECONCEITO
Jovem é expulso de casa ao assumir namoro com mulher trans
Yan e um comparsa renderam mãe e filha na rua CRIMINOSO
Bandido morto pela PM arrancou família de carro e agrediu mulher uma semana antes
O diesel não sofreu reajuste. + ALTA
Gasolina sobe 4% nas refinarias, anuncia Petrobras
O total de mortes causadas por covid-19 chega a 138.108, um acréscimo de 0,6% sobre a soma de segunda Saúde
Covid-19: Brasil tem 33,5 mil novos casos e 836 mortes em 24 horas
HERANÇA PORTUGUESA
A herança portuguesa na vida cotidiana do Brasil
Os beneficiários nascidos em janeiro  3,9 milhões de pessoas  poderão sacar AJUDA FINANCEIRA
Caixa paga nova parcela do auxílio emergencial para 5,6 milhões de pessoas
o maior programa de assistência aos mais pobres no Brasil e talvez um dos maiores do mundo PRESIDENTE NA ONU
Bolsonaro diz que brasileiros receberam mil dólares de auxílio
Imagem: Reprodução/Balanço Geral Londrina FUGA EM MASSA
Presos fogem de cadeia após surto de Covid-19
Material estava dentro de uma bexiga e enrolado com fita isolante PROFUNDEZAS DO CRIME
8 celulares e outros materiais são retirados do ânus de preso