Menu
SADER_FULL
quinta, 2 de julho de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

MP questiona abuso de autoridade do prefeito Tetila

12 Jul 2004 - 16h03
 

O prefeito Laerte Tetila, do PT, candidato à reeleição pela Coligação "Dourados no Rumo Certo" (PP/PT/PSL/PSC/PL/PSDC/PMN/PSB/PV/PCdoB/PTdoB), está sendo citado em duas representações pelo Ministério Público Eleitoral por abuso de autoridade e por praticar propaganda eleitoral extemporânea, isto é, fora do prazo permitido pela Justiça Eleitoral, ainda mais em se tratando de candidato que ocupa cargo público.

As representações, protocoladas pelo promotor eleitoral João Albino Cardoso Filho, da 18ª Zona, cumulativamente com pedido de providências encaminhado pela promotora Jiskia Sandri Trentin, da 43ª Zona Eleitoral, leva em conta o exagero de propaganda cometida pelo prefeito, conforme prevê o artigo 45 da Resolução 21.610/04, durante a instalação do Governo Itinerante quando o governador Zeca do PT esteve aqui com todo o secretariado, lançando e inaugurando obras.

 

Dourados News

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL 60 MIL MORTES
Brasil tem 1.456.969 casos de Covid-19, aponta consórcio de veículos da imprensa em boletim das 8h
ELEIÇÕES 2020
Câmara dos Deputados aprova em primeiro turno adiamento das eleições municipais de 2020
100 INTERMEDIÁRIO
Venda direta de etanol das usinas para postos pode aumentar concorrência, diz Bolsonaro
CICLONE BOMBA NO BRASIL
CICLONE BOMBA: Sobe para 10 o número de mortos no Sul do país, VEJA OS ESTRAGOS
FURIA DA NATUREZA
Ao menos nove pessoas morreram devido a ciclone que atingiu Região Sul
NOTÍCIA BOA - BORA COMPARTILHAR
Teste de vacina de COVID-19 funciona e Pfizer pode produzir 1 bi de doses
FÁTIMA DO SUL - INAUGURADO
Fátima do Sul é a escolhida para a 4ª Unidade do Posto Alvorada que comemora 20 anos de sucesso
COVID-19
Brasil tem 1.409.693 casos de Covid-19, aponta consórcio de veículos da imprensa em boletim das 8h
TORMENTA
Tempestade e ventos fortes causam destruição em cidade: “Parece filme de terror”
DIDI
Renato Aragão deixa a Globo, após 44 anos