Menu
SADER_FULL
sexta, 23 de abril de 2021
Busca
Brasil

Montadoras fecham semestre com melhor venda desde 2001

2 Jul 2004 - 16h22
As montadoras venderam no mês passado 130,7 mil veículos, um aumento de 30% em relação a junho de 2003 e de 6,2% na comparação com maio. Foi o segundo melhor resultado do ano, perdendo apenas para março (141,6 mil unidades).

No primeiro semestre, o setor vendeu 723,1 mil veículos. Esse foi o melhor resultado registrado para o primeiro semestre desde 2001.

Os analistas do setor disseram que as vendas de junho foram puxadas pelas promoções. Tanto as fábricas como concessionárias realizaram feirões e campanhas especiais em quase todos os finais de semana de junho.

O resultado também foi beneficiado pela base de comparação, já que junho de 2003 foi o pior mês do ano em vendas para o setor. Além disso, o desempenho do primeiro semestre do ano passado foi o menor em 3 anos.

Ranking

Pela primeira vez na história da indústria automotiva brasileira, a General Motors lidera a venda de veículos no ano. A GM comercializou 170 mil veículos até junho.

 

 

Folha Online


Deixe seu Comentário

Leia Também

TRAGÉDIA EM CACHOEIRA
Mãe e filha morrem vítima de tromba d'gua em cachoeira; cunhado também morreu
ASSÉDIO À MENOR
Pastor é investigado após ser filmado beijando e oferecendo dinheiro a adolescente de 14 anos
UTRAPASSAGEM FATAL
Tio e sobrinho morrem "esmagados" por caminhão em rodovia
FATALIDADE
Bebê morre eletrocutado após morder fio de carregador de celular
AJUDA DO GPS
Após ficar 30h desaparecida, médica é encontrada em ribanceira com ajuda de GPS de celular
REVOLTANTE
A intérprete que descobriu na aula de Libras que pastor abusava de adolescente
BRASIL - 381.687 MORTES
Brasil passa de 380 mil mortes por Covid; mais de 3 mil delas foram registradas nas últimas 24 horas
BRUTALIDADE
Adolescente queimado por negar sexo com homens morre em hospital
VACINA RUSSA
Governador diz que consórcio vai adquirir 28 milhões da vacina Sputnik V
LUTO NA SAÚDE
Dias após perder os pais, médica de 36 anos morre de Covid-19