Menu
SADER_FULL
quarta, 28 de outubro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ZANZI
POLÍTICA

Moagoado, Valter Pereira anuncia nesta quarta a desfiliação do PMDB

26 Mai 2010 - 05h33Por Conjuntura Online

O senador Valter Pereira (PMDB) anuncia nesta quarta-feira, em pronunciamento na tribuna do Senado, o seu desligamento do PMDB.

O discurso do senador, que já comunicou sua decisão ao presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), ocorrerá logo no início da sessão, prevista para ser aberta às 14h.

Valter Pereira também comunicou sua desfiliação aos presidentes nacional, Michel Temer (SP), e regional Esacheu Nascimento, por meio de telefone.

O senador deixa o partido após ter sido derrotado nas prévias para o deputado federal Waldemir Moka, até o momento o único escolhido para disputar uma das vagas a que Mato Grosso do Sul tem direito no senado.

A outra vaga ainda está sendo discutida, já que o vice-governador Murilo Zauith (DEM) tenta se viabilizar politicamente.

Magoado com o grupo político liderado pelo governador André Puccinelli, Valter Pereira deve assinar ficha de filiação no PSB, conforme havia antecipado.

No entanto, o parlamentar prefere aguardar as definições políticas para então se definir. Também não está descartada a possibilidade de ele apoiar a candidatura do ex-governador Zeca do PT, principal adversário do PMDB em Mato Grosso do Sul.

Valter Pereira, da chamada corrente histórica, é do antigo MDB. Assumiu o Senado na condição de suplente do senador Ramez Tebet.

Se trocar de partido, no entanto, não poderá lançar candidatura, já que a legislação exige um ano de filiação.

Acusações

A crise no PMDB acentuou-se depois que o senador acusou seu adversário de praticar aliciamento de eleitores durante as prévias ocorridas em março deste ano.

Ao chegar a escola Joaquim Murtinho em Campo Grande para acompanhar a votação, Valter Pereira denunciou que pessoas ligadas a Moka estariam comprando votos por R$ 50.

Esta suposta prática foi creditada a primeira-dama de Campo Grande, Antonieta Trad, e ao marido da prefeita de Três Lagoas, Simone Tebet, Eduardo Rocha, ambos negam a acusação.

No resultado final da votação, Moka recebeu 10.501 votos, representando 69%, contra 4.548 votos de Valter Pereira, 30% do total. Foram computados ainda 164 votos brancos ou nulos.

Os principais líderes peemedebistas até que tentaram convencer o senador a permanecer nos quadros do partido. Porém, o parlamentar deixa o grupo demonstrando indignação.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

ASSEDIO SEXUAL
Dono de loja é preso por estuprar jovem na entrevista de emprego
100 PAGAMENTOS
Mais de 17 milhões devem ficar sem todas as parcelas do auxílio
ASSALTANTES
Apresentador da Record sequestrado é achado em RR teve braços quebrados e amarrados
BRASIL - 157.397 MORTES
Brasil tem mais 263 mortes e 15.726 novos casos de covid-19
ALIVIO NO BOLSO
Petrobras reduz preços de gasolina e diesel a partir desta terça (27)
BARBÁRIE
Marido mata mulher a facadas dentro de casa durante almoço de domingo
CAPOTAMENTO
Carro capota várias vezes ao fazer curva na MT-412 e mata fotógrafo
BRASIL - 157.134 MORTES
Brasil acumula 5,3 milhões de casos e 157 mil mortes por covid-19
AJUDA FINANCEIRA
Caixa paga 2ª parcela de R$ 300 da extensão do auxílio emergencial
SIM A VIDA
Brasil se une a Egito, Indonésia, Uganda, Hungria e EUA em declaração contra o aborto