Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 28 de novembro de 2021
Busca
Brasil

Ministro nega financiamento do MST pelo Incra

13 Out 2009 - 14h19Por Agência Brasil
O ministro do Desenvolvimento Agrário, Guilherme Cassel, participa de audiência pública na Comissão de Agricultura e Reforma Agrária do Senado

Brasília - O ministro do Desenvolvimento Agrário, Guilherme Cassel, negou hoje (13) que o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) tenha financiado movimentos sociais.

A afirmação foi feita em resposta à acusação de que a entidade teria destinado R$ 115 milhões ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

“Isso não condiz com a realidade. Não se sustenta a ideia de que o governo financie movimentos sociais. Vim comprovar isso aqui”, disse o ministro, pouco antes de participar de audiência pública na Comissão de Agricultura do Senado.

"O governo não teme a CPI [Comissão Parlamentar de Inquérito] do MST", afirmou Cassel. “O que é indesculpável é criar um ambiente falso a partir de dados errôneos para se criar um caldo e um ambiente favorável à CPI”, completou.

Segundo ele, dos R$ 115 milhões citados por deputados como financiamento ao MST, R$ 65 milhões foram destinados às empresas de assistência técnica e rural dos estados e à associação nacional que representa essas entidades. Além disso, R$ 23 milhões são recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). O ministro disse que nem essas empresa nem o BID "é braço armado do MST”, afirmou Cassel.

“O MDA [Ministério do Desenvolvimento Agrário] e o Incra são possivelmente os órgãos mais fiscalizados de toda a Esplanada [dos Ministérios]. Nossos convênios e contratos são fiscalizados com lupa, seja pela CGU [Controladoria-Geral da União], pelo TCU [Tribunal de Contas da União] ou pelo MPF [Ministério Público Federal]”, acrescentou.

O ministro ressaltou que tanto a CPI da Terra quanto a criada para investigar o repasse de recursos a orgnaizações não governamentais (ONGs) examinaram detalhadamente todos os convênios e contratos da pasta e “nenhuma irregularidade foi encontrada”.

Leia Também

# PREVENIR É O REMÉDIO
Covid-19: Brasil registra 303 mortes e 12.126 casos em 24 horas
DESESPERO
Vídeo: veja momento em que calçada cede e pessoas caem em rio
PÂNICO NO AEROPORTO
Vídeo mostra passageiros gritando e muito desespero em avião da Azul; veja
EMBOSCADA
Jovem morre após ser atingida por tiro na cabeça
# PREVENIR É O REMÉDIO
Covid -19 casos sobem para 22,043 milhões e mortes, para 613,3 mil
ESTUPRO DE VUNERALVEL
Menina de 11 anos conta para avô que é estuprada pelo padrasto
CRUELDADE
Justiça nega exame de insanidade a mulher que esquartejou filho
MANIACO SEXUAL
Homem é filmado passando a mão em mulher no meio da rua
+ AUMENTO
Conta de luz deve subir mais de 20% no ano que vem, estima ANEEL
COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil tem 10,3 mil casos e 284 mortes em 24 horas