Menu
SADER_FULL
segunda, 25 de maio de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Ministério autua quatro empresas de MS por trabalho escravo

21 Mar 2007 - 15h30
 

José Maurício dos Santos-ME, Ronaldo Machado Correia Junior-ME, Ivaldir Antônio Torres e Lúdio Garcia de Freitas foram autuados em Mato Grosso do Sul por empregarem 26 pessoas em trabalho escravo e constam, desde dezembro do ano passado, no Cadastro de Empregadores divulgado pelo MTE (Ministério do Trabalho e Emprego ). Segundo o Ministério, o nome desses empregadores e mais 162 empresas do País, consta no cadastro devido a não quitação das multas impostas, por reincidência na prática do ilícito e, em razão dos efeitos de ações em trâmite no Poder Judiciário.

De acordo com o relatório, a primeira empresa do Estado está localizada na Fazenda Palmares do Peixe, em Bonito, onde oito pessoas foram resgatadas, já o segundo caso é na Fazenda Lageado e São Vitor, em Caracol, onde foram encontrados 10 trabalhadores de forma irregular, o terceiro caso ocorreu na Fazenda Alto Alegre, em Cassilândia, com um trabalhador em situação de escravidão e por último na Fazenda Pedra Branca, em Chapadão, com libertação de sete pessoas.

Os empregadores que regularizarem a situação podem ter o nome eliminado da lista. A atualização semestral do Cadastro consiste basicamente na inclusão de empregadores cujos autos de infração não estejam mais sujeitos aos recursos na esfera administrativa (decisão definitiva, pela subsistência) e da exclusão daqueles que, ao longo de dois anos, contados de sua inclusão no Cadastro, lograram êxito em sanar irregularidades identificadas pela inspeção do trabalho e atenderam aos requisitos previstos na Portaria nº. 540 de 15.10.2004.

 

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

ELEIÇÕES 2020?
Talvez seja inevitável adiar eleições municipais, diz Barroso
BRASIL 22.165 MORTES
Covid 19: Brasil tem mais de 22 mortes e 341 mil casos
FEMINICÍDIO
Homem mata a própria companheira por causa do auxílio emergencial
ESTRAGOS DO MORO
Veja os principais pontos da reunião ministerial que teve gravação divulgada pelo STF
ENEM
Enem 2020 é adiado por causa da Covid
SOB INVESTIGAÇÃO
Delegado diz que namorada viu mensagens no celular atirou nele e se matou
VITIMA DA COVID 19
Edivaldo perdeu o filho de 26 anos: 'Falaram que em 15 dias ele já estaria recuperado'
3º EM NUMERO DE CASOS
Brasil passa de 19 mil mortes e 296 mil casos de coronavirus; veja por Estado
Qual estratégia de negócios é a melhor?
Qual estratégia de negócios é a melhor?
600TÃO DA CAIXA
Caixa paga hoje novos lotes de R$ 600; veja quem recebe