Menu
SADER_FULL
sexta, 14 de maio de 2021
Busca
Brasil

Meta do DNIT é recuperar 7 mil quilômetros de estradas

2 Ago 2004 - 11h00
O Departamento Nacional de Infra-estrutura e Transportes (DNIT) aguarda a liberação de recursos do Ministério dos Transportes para iniciar os processos de licitação para recuperar sete mil quilômetros de estradas. De acordo com o Ministério dos Transportes, em dois ou três meses os motoristas que trafegam pelas principais rodovias federais vão perceber o começo das obras.

O secretário nacional de Política de Transportes, José Augusto Valente, informou que as obras devem ser concluídas no início de 2005. Porém, segundo ele, a intenção do governo é trabalhar para restaurar 35 mil quilômetros de rodovias.

O ministro dos Transportes, Alfredo Nascimento, já percorreu 19 estados para definir as estradas que terão prioridade. Serão contemplados os principais corredores de importação, exportação e circulação de mercadorias para o mercado interno.

Independente dos recursos do orçamento, o governo também vem trabalhando para recuperar trechos com recursos captados no mercado externo.

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) já garantiu 60% das verbas para a duplicação da BR 101-sul, trecho de 343 quilômetros entre Palhoça (SC) e Osório (RS). O dinheiro liberado pelo BID, R$ 140 milhões, é suficiente para o início das obras. Os editais de licitação para o gerenciamento das obras já foram publicados no Diário Oficial da União.
 
 
Agência Brasil

Deixe seu Comentário

Leia Também

SONHO INTERROMPIDO
Agente educacional morta em ataque a creche em Saudades queria fazer intercâmbio no Canadá
PESQUISA PRESIDENCIAL
Datafolha mostra Lula disparado na corrida eleitoral
NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada