Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 16 de maio de 2021
Busca
Brasil

Meta da inflação tem de cair no próximo governo

10 Nov 2010 - 10h50Por De Brasília
O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, afirmou nesta terça-feira que a meta de inflação terá que cair no governo Dilma.

Hoje, a meta de inflação é de 4,5% ao ano, com margem de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgou que a inflação oficial já chegou a 4,38% até outubro.

Bernardo não quis colocar um prazo para a redução da meta de inflação, mas afirmou que este será um processo gradual e de longo prazo. O ministro explicou que a redução da meta é fundamental para que o juro real no Brasil chegue a 2% ao ano. O juro real é resultado da taxa básica de juros estabelecida pelo Banco Central menos a inflação oficial, medida pelo IPCA.

Bernardo criticou analistas do mercado financeiro que estão especulando sobre eventuais riscos econômicos do governo Dilma e acrescentou que quem fala em "risco Dilma" fez campanha para o adversário tucano José Serra.

"O governo Lula foi muito responsável. O Brasil tem cada vez mais credibilidade internacional e cada vez mais atrai investimentos", disse Bernardo.

Para o ministro, o Brasil alcançará o posto de sexta maior economia do mundo no governo Dilma e chegará à quinta posição em 2020.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SONHO INTERROMPIDO
Agente educacional morta em ataque a creche em Saudades queria fazer intercâmbio no Canadá
PESQUISA PRESIDENCIAL
Datafolha mostra Lula disparado na corrida eleitoral
NOVA INFECÇÃO
Covid-19: após 3 semanas de queda, casos de coronavírus avançam no Brasil puxados por 9 Estados
TRISTEZA NA FAMILIA
Seis pessoas da mesma familia morrem vítimas da Covid-19
NOVAS REGRAS
WhatsApp: o que acontece se você não aceitar novas regras do aplicativo até 15 de maio
FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada