Menu
SADER_FULL
quinta, 22 de abril de 2021
Busca
Brasil

Mesmo com aumento, recursos não será suficiente para a safra

21 Jul 2004 - 08h35
Um bilhão e quatrocentos milhões de reais para financiar a próxima safra em Mato Grosso do Sul. Esse é o valor que estará à disposição dos produtores para o custeio, investimento e comercialização da safra 2004/2005. Em entrevista ao Bom Dia MS, o vice-presidente do Banco do Brasil, Ricardo Conceição, disse que o recurso para a próxima safra é 27% maior em relação ao último ano. Mato Grosso do Sul, que recebeu R$ 1,117 bilhão na safra passada, deve receber R$ 1,4 bilhão neste ano.

O vice-presidente lembrou que a demanda por financiamento é sempre maior que a disponibilidade, mas o Banco do Brasil tem a previsão de ter recursos adicionais que devem chegar, em breve, com a liberação de verbas do FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador). Com estes recursos, a previsão é atender 100% da demanda.

O vice presidente afirmou que os recursos do FAT estão previstos na medida provisória que está pronta mas ainda falta abrir o crédito
nos próximos dias.
 
 
Bom Dia MS

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRAGÉDIA EM CACHOEIRA
Mãe e filha morrem vítima de tromba d'gua em cachoeira; cunhado também morreu
ASSÉDIO À MENOR
Pastor é investigado após ser filmado beijando e oferecendo dinheiro a adolescente de 14 anos
UTRAPASSAGEM FATAL
Tio e sobrinho morrem "esmagados" por caminhão em rodovia
FATALIDADE
Bebê morre eletrocutado após morder fio de carregador de celular
AJUDA DO GPS
Após ficar 30h desaparecida, médica é encontrada em ribanceira com ajuda de GPS de celular
REVOLTANTE
A intérprete que descobriu na aula de Libras que pastor abusava de adolescente
BRASIL - 381.687 MORTES
Brasil passa de 380 mil mortes por Covid; mais de 3 mil delas foram registradas nas últimas 24 horas
BRUTALIDADE
Adolescente queimado por negar sexo com homens morre em hospital
VACINA RUSSA
Governador diz que consórcio vai adquirir 28 milhões da vacina Sputnik V
LUTO NA SAÚDE
Dias após perder os pais, médica de 36 anos morre de Covid-19