Menu
SADER_FULL
terça, 29 de setembro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ZANZI
AMAMBAI

Menino de 12 anos estupra irmã de 4 anos em Amambai

31 Ago 2010 - 13h24Por A Gazeta News

Um garoto indígena de apenas 12 anos foi apreendido pela Polícia Civil na noite dessa segunda-feira (30) sob acusação de estuprar a própria irmã, uma menina de apenas 4 anos de idade, em Amambai.

Segundo a polícia, o garoto teria se aproveitado que o pai estava trabalhando e a mãe no banho para estuprar a menina, que por conta da pouca idade, teria ficado bastante ferida na parte genitália por conta do abuso sofrido.

O fato aconteceu na Aldeia Amambai, distante cerca de cinco quilômetros da cidade, em Amambai e segundo informações, essa não seria a primeira vez que o menino teria molestado crianças do sexo oposto na reserva indígena onde mora. A polícia trabalha no caso.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AGORA É LEI
AGORA É LEI: Prisão de até 05 anos para maus-tratos contra cães ou gatos
PANDEMIA
Covid-19: Brasil tem 142 mil óbitos e 4,74 milhões de casos acumulados
+ CONSUMO
Intenção de consumo das famílias volta a crescer após cinco quedas
Motorista registrou a travessia de uma jiboia na avenida Ayrton Senna, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. FORA DO HABITAT
VÍDEO: motorista flagra jiboia cruzando pista de avenida no RJ: 'olha isso'
Só queria que me entendessem sem preconceito! PRECONCEITO
Jovem é expulso de casa ao assumir namoro com mulher trans
Yan e um comparsa renderam mãe e filha na rua CRIMINOSO
Bandido morto pela PM arrancou família de carro e agrediu mulher uma semana antes
O diesel não sofreu reajuste. + ALTA
Gasolina sobe 4% nas refinarias, anuncia Petrobras
O total de mortes causadas por covid-19 chega a 138.108, um acréscimo de 0,6% sobre a soma de segunda Saúde
Covid-19: Brasil tem 33,5 mil novos casos e 836 mortes em 24 horas
HERANÇA PORTUGUESA
A herança portuguesa na vida cotidiana do Brasil
Os beneficiários nascidos em janeiro  3,9 milhões de pessoas  poderão sacar AJUDA FINANCEIRA
Caixa paga nova parcela do auxílio emergencial para 5,6 milhões de pessoas