Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 2 de junho de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Médico confessa participação em morte de colega em Dourados

23 Mar 2007 - 15h17

O médico douradense Miguel Angel Carbalar Arévalo, de 40 anos, confessou há pouco ter encomendado a morte do colega de profissão, o médico Ademir Aparecido Pimenta dos Reis, 42 anos, executado na noite de quarta-feira, durante emboscada numa estrada entre Taquarussu e Nova Andradina. Na delegacia o acusado relatou que contratou o segurança hospitalar Vandir Roque, 45 anos, para matar a vítima.

Vandir foi preso na manhã de hoje, por volta das 10 horas, em uma estrada vicinal que liga Laguna Caarapã à rodovia BR-163. Em depoimento ao delegado Rinaldo Moreira, Vandir teria confessado a participação no crime e apontado o médico Miguel, como mandante. Preso, Arévolo disse que os motivos que teriam levado ao crime estariam ligados à disputas por cargos em unidades hospitalares de Nova Andradina.

A primeira hipótese que está sendo investigada pela Polícia seria um crime passional. O médico e o segurança tiveram a prisão decretada pelo juiz Robson Celeste Candelário, da comarca de Bataiporã. A vítima executada anteontem, estava em companhia da psicóloga Sueli Lopes Ribeiro, 34 anos, residente em Taquarussu e a enfermeira Amanda Barth, 23 anos, de Nova Andradina.

Sidnei Bronka/Dourados Agora

Os três seguiam num veículo Citroen, placa LBW-6176, de Campo Grande (MS), no sentido Taquarussu/Nova Andradina. No final de uma ponte, eles foram abordados por dois homens armados, trajando roupas camufladas. Um deles chamou pelo nome do médico, que foi atingido por um tiro na cabeça. A psicóloga Sueli Ribeiro e a enfermeira Amanda também foram atingidas pelos estilhaços do projétil. A primeira, no rosto e a outra no braço.

Os três foram retirados do veículo, que foi levado pela dupla de assaltantes e encontrado somente ontem. O médico morreu depois de dar entrada no Hospital Santa Rita, em Dourados. Sueli está internada na UTI do Hospital Evangélico, mas o quadro não é grave. Já a enfermeira foi encaminhada para o Hospital de Nova Andradina. Num matagal próximo ao local do crime, a polícia apreendeu um revólver calibre 38. O corpo do médico foi enterrado em Dourados, onde residem os familiares.

 

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

COISA MEDONHA
Mulher é desenterrada e estuprada um dia após ser sepultada
DOURADOS - NOVO EPICENTRO COVID-19
Dourados é novo epicentro do coronavírus em MS com mais de 300 casos confirmados
AUXÍLIO EMERGENCIAL
Caixa LIBERA 2ª parcela do auxílio de R$ 600 em contas dos beneficiários, veja os meses
ABSURDO
Médica relata ter sofrido agressões por parte de frequentadores de 'festas de corona'
TRAGÉDIA NA FAMILIA
Menino de 9 anos, acidentalmente mata irmã de 7 anos com espingarda
TRAGEDIA NA RODOVIA
Mulher gravida e marido morrem e criança fica ferida em acidente trágico
PANDEMIA CORONAVIROS
Vai ser ''um massacre'', diz ex-diretor da Saúde sobre flexibilizar isolamento
BOA NOTICIA
Bolsonaro diz que auxilio emergencial pode ter quarta parcela, mas pagando menos
PRAZO MÁXIMO
Acordo prevê máximo de 20 dias para análise de auxílio emergencial
FÁTIMA DO SUL - BOLETIM CORONAVÍRUS
BOLETIM: Fátima do Sul tem mais 04 casos confirmados, sobe para 69 e tem 12 pacientes recuperados