Menu
SADER_FULL
sexta, 17 de setembro de 2021
Busca
Brasil

Médico comprou 15 l de anestésico para Michael Jackson, diz testemunha

11 Jan 2011 - 06h56Por G1

Segundo um farmacêutico, o doutor Conrad Murray, médico que cuidava da saúde de Michael Jackson quando o cantor morreu, encomendou a uma farmácia de Las Vegas mais de 15 litros de propofol, o poderoso anestésico que matou o cantor.

As informações são de veículos de mídia locais que acompanham a audiência preliminar desta segunda-feira (10). A série de depoimento definirá se Conrad Murray vai a julgamento por homicídio culposo, sem intenção de matar.

Murray teria comprado 255 frascos nos três meses anteriores à morte de Jackson, em quatro encomendas entre 6 de abril e 10 de junho de 2009, disse o farmacêutico Tim Lopez. Ao todo foram 130 frascos de propofol com doses de 100 mililitros e outros 125 frascos com doses menores, de 20 mililitros. Jackson morreu no dia 25 de junho de 2009.

O propofol é normalmente usado em hospitais, como em cirurgias, mas Jackson pedia que lhe fosse ministrado em casa como ajuda para dormir

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRIBUNAL DO CRIME
Traficantes enterram mulher viva para vingar denúncia
TEMPESTADE
Temporal derruba árvore sobre carros e deixa bairros no escuro
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: ministério registra 34,4 mil casos e 643 mortes em 24 horas
COMOÇÃO E REVOLTA
Menina de 5 anos é morta com tiro na cabeça enquanto caminhava para comprar lanche
CEF de Fátima do Sul OPORTUNIDADE
Caixa abre concurso com salários de mais de R$ 3 mil; confira
QUASE 600 MIL MORTES
Covid-19: mortes sobem para 588,5 mil e casos, para 21,03 milhões
LIÇÕES DA BÍBLIA
Uma rua de mão dupla
LATROCINIO
Dupla invade casa, tranca mulher e crianças em quarto e mata homem degolado
SAQUE EMERGENCIAL
Caixa cria calendário para liberar nova rodada de dinheiro do FGTS
TRAGEDIA AÉREA
Acidente aéreo mata sócio da Raizen e outras seis pessoas