Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 22 de setembro de 2021
Busca
Brasil

Médico atira contra a ex-mulher e depois mata a própria filha

25 Jun 2010 - 08h23Por Terra

O ginecologista Afrânio Maia de Almeida, 33 anos, atirou contra a ex-mulher Luciane Conceição Ferrassoni, 28 anos, depois matou a própria filha de 6 anos, Maria Clara Maia, com um tiro na cabeça e em seguida se suicidou, segundo informou a Polícia Civil.

O crime aconteceu na madrugada desta quinta-feira, em Cuiabá, capital do estado do Mato Grosso, no bairro Ribeirão do Lipa. As investigações trabalham com hipótese de crime passional, pois o casal tinha se separado há pouco tempo.

De acordo com a polícia, Almeida foi à casa da ex-mulher onde atingiu com um tiro a perna dela. Logo em seguida, foi ao quarto da filha e atirou na cabeça da menina, que morreu na hora. Luciane passa bem e está internada no Pronto Socorro Municipal de Cuiabá.

A família do médico ginecologista emitiu um comunicado à imprensa informando que Afrânio Almeida era um filho amoroso, pai carinhoso, irmão atencioso, médico dedicado. Todas as vezes que mencionava a pequena Maria Clara era com orgulho e amor. Não entendemos os motivos que o fizeram crer ser a morte a saída para qualquer problema, diz a nota.

Deixe seu Comentário

Leia Também

HOMICIDIO X SUICÍDIO
Marido mata esposa e tira própria vida; criança de 3 anos pede socorro a vizinho
NEGLIGÊNCIA
Criança de 2 anos ao volante mata prima de 3 anos atropelada
CARROS SEMINOVOS
Como fazer uma boa escolha de veículos seminovos
LUTO NA TV
Ator Luis Gustavo morre aos 87 anos, vítima de câncer
EM DECLINIO
Covid-19: Brasil registra 21,2 milhões de casos e 590,7 mil mortes
TSUNAMI NO BRASIL?
Brasil pode ser atingido por tsunami; entenda
SERPENTE
Rapaz de 18 anos é atacado por jararaca durante pescaria
TRIBUNAL DO CRIME
Traficantes enterram mulher viva para vingar denúncia
TEMPESTADE
Temporal derruba árvore sobre carros e deixa bairros no escuro
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: ministério registra 34,4 mil casos e 643 mortes em 24 horas