Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 4 de julho de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

MEC seleciona livros para a Biblioteca Básica do Mercosul

27 Jul 2004 - 15h23

O Ministério da Educação escolheu cinco obras da literatura brasileira infanto-juvenil para fazerem parte da Biblioteca Básica do Mercosul. A biblioteca vai funcionar inicialmente em escolas públicas da educação básica em municípios de fronteira de Argentina, Brasil, Uruguai, Paraguai, que compõem o bloco, e dos associados Bolívia e Chile. Todas as obras brasileiras participam do Programa Nacional Biblioteca na Escola (PNBE) do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE/MEC).

Milhares de estudantes de língua portuguesa e de língua espanhola dos seis países vão poder ler e interpretar textos de Jorge Amado, Monteiro Lobato, Graciliano Ramos, Ana Maria Machado e Malba Tahan, escolhidos para integrar a biblioteca, que terá outros 25 títulos de literatura em língua espanhola.

Obras – O gato malhado e a andorinha sinhá, de Jorge Amado, que compõe o PNBE 2002, é uma fábula que tem como tema o amor impossível entre um gato e uma andorinha, predador e presa, que vivem cercados pelos preconceitos dos outros animais que habitam o mesmo parque; Bisa Bia, Bisa Mel, de Ana Maria Machado (PNBE 2002), é uma viagem no tempo, uma aventura e uma reflexão sobre a evolução da mulher; Caçadas de Pedrinho, de Monteiro Lobato (PNBE 2003), conta a história da descoberta de uma onça pelo Marquês de Rabicó e da expedição que os meninos organizam para caçá-la.

A terra dos meninos pelados, de Graciliano Ramos (PNBE 2002), apresenta a história de Raimundo, um menino diferente de todos os outros por ter um olho preto e outro azul e a cabeça pelada. Cansado de não ter com quem conversar, ele decide fazer uma viagem a Tatipirun, uma terra onde todos os meninos são como ele; O homem que calculava, de Malba Tahan (PNBE 1999), relata as proezas matemáticas do calculista persa Beremiz Samir, que encantou reis, poetas e sábios na antiga Arábia com suas soluções para problemas aparentemente insolúveis.

Ano da leitura – Os municípios e as escolas de fronteira que vão participar da experiência ainda não foram escolhidos, mas o projeto deverá ser implantando em 2005, que é o Ano Ibero-Americano da Leitura, definido pela 13º Cúpula Ibero-Americana de Chefes de Estado e de Governo, realizada em novembro de 2003, em Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia.

A criação das bibliotecas está inserida nas atividades do Plano Ibero-Americano de Leitura aprovado pela 7º Conferência Ibero-Americana de Cultura, realizada em outubro de 2003, em Cochabamba, também na Bolívia. O plano, que deverá ser adotado pelos países ibero-americanos, tem como principal objetivo contribuir para a erradicação do analfabetismo no continente.

 

MEC

Deixe seu Comentário

Leia Também

ELEIÇÃO MUNICIPAL 2020
Campanha eleitoral de 2020 deve ser proibido comícios e aglomerações
MORTES POR COVI-19
Mãe e filha morrem vítimas da Covid-19 em intervalo de três dias
PREVENÇÃO COVID 19
Giovanna Antonelli viraliza ao mostrar truque para evitar contaminação
FEMINICÍDIO
Marido é preso após matar mulher asfixiada e na fuga causa acidente de carro e deixa 08 feridos
BORA PRA BONITO - MS - REABERTO
Hotel Águas de Bonito reabre com segurança e estrutura proporcionada para o aconchego em Bonito (MS)
BRASIL - 62.045 MORTES
Brasil passa de 62 mil mortes pelo novo coronavírus
COISA MEDONHA
Homem quebra túmulo e é visto dançando com o corpo da avó
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Exército abre seleção com vagas temporárias para MS e salários de até R$ 7,5 mil
FÁTIMA DO SUL - NOSSOS ANJOS DA GUARDA
Guerreiros de Fátima do Sul fazem semana de prevenção contra incêndio, hoje é dia do BOMBEIRO
BRASIL 60 MIL MORTES
Brasil tem 1.456.969 casos de Covid-19, aponta consórcio de veículos da imprensa em boletim das 8h