Menu
SADER_FULL
sábado, 23 de outubro de 2021
Busca
Brasil

MEC reconhece três cursos da UFMS no município de Coxim

17 Nov 2006 - 15h15
 

O MEC (Ministério da Educação), através do secretário de Educação Superior, Nelson Maculan, reconheceu, no último dia 13, os cursos de História, Letras e Sistema de Informação ministrados pela UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) no município de Coxim, o que beneficiará cerca de 500 alunos.

De acordo com Maculan, o reconhecimento desses cursos demonstra a total atenção que o governo Lula tem destinado à educação pública brasileira, com destaque para o Fundeb (Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica) e a interiorização do ensino superior.

"Acredito que o segundo governo Lula será marcado pela revolução que já está sendo feita no ensino público. Em Mato Grosso do Sul, contamos com a parceria direta do professor e deputado federal Antônio Carlos Biffi, que tem desempenhado, em Brasília, uma plausível atuação parlamentar. O reconhecimento dos cursos de História, Letras e Sistema da Informação, beneficiando o município de Coxim, é reflexo do incansável trabalho do parlamentar aqui no MEC", lembrou Maculan.

Ao ser comunicado sobre a autorização dos cursos, Biffi informou, através da sua assessoria de comunicação, que se sente realizado como "operário" da educação sul-mato-grossense, pois, segundo ele, esse momento foi construído na época em que foi secretário de Estado de Educação/MS.

"Quando assumir a pasta da Educação, atendi uma solicitação coletiva, encabeçada pelo reitor da UFMS, Manoel Peró, e pelo então prefeito de Coxim, Osvaldo Mochi Jr, que era a implantação da UFMS na Escola Estadual Sílvio Ferreira, hoje instalada na Escola William Tavares. Depois, como parlamentar, viabilizei cerca de R$ 1,8 milhão para que a instituição tivesse a sua sede própria, o que já se encontra em andamento, no bairro Vila da Barra, e, hoje, sinto-me realizado, pois conseguimos a autorização dos cursos que, há anos, estavam numa situação irregular", observou o deputado.

O atual prefeito de Coxim, Moacir Kohl, agradeceu o trabalho do parlamentar e, numa comparação futebolística, destacou que o deputado cobrou o escanteio e correu para cabecear, pois autorizou a instalação da UFMS no município, viabilizou recursos para a construção de sua sede própria e, através do seu trabalho parlamentar, junto ao MEC, lutou para que os cursos de Letras, História e Sistema da Informação fossem regularizados, realizando o sonho de centenas de acadêmicos.

"Em nome do povo de Coxim, agradeço o excelente trabalho que o deputado tem prestado ao nosso município. Biffi é, sem sombra de dúvidas, o grande nome da educação sul-mato-grossense", lembrou o prefeito.

 

Mídia Max

Leia Também

OLIMPÍADA 2024
Atletas de MS terão bolsas de até R$ 7 mil para competir nos jogos olímpicos
LIÇÕES DA BÍBLIA
Estudo adicional
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: Brasil registra 15.609 casos e 373 mortes em 24 horas
ESTAVA DESAPARECIDO
Corpo de pescador é encontrado dentro de jacaré
LIÇÕES DA BÍBLIA
O principal mandamento
BAIXARAM A GUARDA
Covid-19: Brasil registra 390 mortes e 12,9 mil casos em 24 horas
LIÇÕES DA BÍBLIA
Se me amam, guardarão os Meus mandamentos
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Funtrab está com 655 vagas para indígenas interessados em trabalhar em lavouras de maçã em SC e RS
ALERTA TEMPORAIS
Chance de Tempestades (La Ninã) no final do ano é de 87%, aponta atualização do NOAA
LIÇÕES DA BÍBLIA
Ele nos amou primeiro