Menu
BANNER EMAGRECEDOR VICENTINA
sexta, 16 de abril de 2021
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
Brasil

Marta parte para o ataque contra Serra em debate

15 Out 2004 - 07h47
No primeiro debate entre os candidatos à Prefeitura de São Paulo no segundo turno, realizado na noite desta quinta na Band, a atual prefeita e candidata à reeleição, Marta Suplicy (PT), não poupou artilharia contra o adversário José Serra (PSDB). O tucano também não perdeu tempo em se defender. Assim, eles deram o tom que terá o horário eleitoral gratuito no rádio e na TV, que recomeça nesta sexta.

A principal munição da petista foi o fato de que o vice na chapa do tucano, Gilberto Kassab (PFL), foi secretário do Planejamento na administração de Celso Pitta, cujo mandato foi cassado devido a corrupção.

"Pitta tinha um secretário de planejamento que foi um dos responsáveis por tudo que aconteceu na cidade, pela bagunça toda. Quem é essa pessoa? Gilberto Kassab. O vice de José Serra. Se o Serra renunciar por algum motivo, é ele quem vai assumir. É a turma do Pitta de volta à cidade de São Paulo", disparou Marta.

Serra respondeu, dizendo que o marqueteiro responsável pela campanha de Marta é Duda Mendonça e lembrou que o publicitário foi quem elegeu Paulo Maluf e Celso Pitta. "Hoje, o Duda Mendonça trabalha para o PT", revidou o tucano.

Outra acusação explorada pela prefeita foi a de que Serra "não tem projetos" e que "pega carona" nos dela. "Essa é a forma de governar do PSDB. Em época de eleições, eles colocam uma faixa dizendo que a obra está sendo retomada", disparou Marta.

Ponto Alto
A Máfia do Sangue, esquema de corrupção descoberto no Ministério da Saúde durante a gestão de Fernando Henrique Cardoso, da qual José Serra era titular da pasta, veio à tona no debate.

Os candidatos promoveram um empurra-empurra de acusações, tentando revelar os atores do esquema. "Os vampirões presos são gente do PT", afirmou Serra. A declaração gerou pedido de direito de resposta pela equipe de Marta, o qual foi negado pela direção da emissora, que considerou não se tratar de ofensa pessoal.

Na seqüência do debate, enquanto Serra criticava a cobrança da taxa de iluminação pública na capital paulista, Marta citou frase do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, publicada pela revista Época. "O problema não é o Serra, é o diabo que existe nele. Sabem de quem é essa frase? Do Fernando Henrique", ironizou Marta.

Dessa vez, a emissora concedeu direito de resposta a Serra, que disse lamentar que a candidata partisse para "ataques dessa natureza". Nos bastidores, houve discussão entre representantes das duas campanhas devido ao direito de resposta.

Marta também criticou Serra por apenas citar o que fez na esfera federal. "Você não fez nada por São Paulo", afirmou. O tucano, por sua vez, disse que Marta cortou verbas de programas sociais na previsão orçamentária de 2005 e que, no governo Lula, o desemprego bateu recorde. Marta respondeu se declarando surpresa com a declaração, pois o PSDB "não se interessa pelos pobres". Serra revidou dizendo que sempre trabalhou pelos mais necessitados. "Vim de familha humilde e sei o quanto os pobres dependem da ajuda do governo", enfatizou.

Durante quase duas horas, eles discutiram sobre temas como educação, transporte e saúde. Esses foram os predominantes. Poucas propostas foram apresentadas. Os candidatos priorizaram a apresentação de números, para comprovar eficiência ou não nas gestões de um e outro.

 

Terra

Deixe seu Comentário

Leia Também

VIDEO CAPIVARA NA IGREJA
Capivara invade igreja: 'acho que ela veio rezar conosco', brinca Padre
BEBEDEIRA
Idoso conhece mulher, leva para casa é atacado a facadas
ROUBO DE CARGA
Três mil pessoas roubam carga de carne após carreta tombar e provocam novo acidente
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa credita 1ª parcela do Auxílio Emergencial nesta quinta para nascidos em maio
mulher carro beltrao 1 VIDEO
Mulher cai e fica ferida após ser flagrada em cima de carro em movimento
DESESPERADOR
Covid-19: Brasil registra 3.808 mortes em 24 horas
EXEMPLAR
Cidade modelo que vacinou 64% da população vê casos de covid-19 caírem 78%.
NOVO CÓDIGO DE TRANSITO
Novo Código de Trânsito entra em vigor na segunda-feira; veja mudanças
LOCKDOWN É A SOLUÇÃO?
Araraquara X Bauru: dois retratos do Brasil com e sem lockdown contra a covid-19
AGRICULTURA SUSTENTAVEL NO MUNDO
II Congresso Mundial de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta deve receber 1 mil inscrições