Menu
SADER_FULL
domingo, 7 de março de 2021
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
novela amor à vida

Maria Maya se despede de Alejandra e comenta a morte da personagem: "Trágica!"

Atriz fala da vilão e destaca a parceria com Juliano Cazarré: Com certeza, um dos melhores atores da minha geração

14 Set 2013 - 07h49Por Globo.com

Maria Maya se despede de Amor à Vida depois de ter protagonizado uma série de maldades na pela da vilã Alejandra. A boliviana morre após voltar ao Brasil e, na opinião da atriz, tem um fim merecido. “Com certeza não teríamos outra opção a não ser matá-la. E Walcyr Carrasco escolheu uma forma trágica e bastante pertinente”, diz Maria. Em seus últimos momentos na novela, a bandida faz um contrabando de drogas para o país dentro de seu corpo, mas acaba sofrendo uma intoxicação.

Desde o início da trama das nove, Alejandra já apresentava um desvio de caráter, mas, em determinado ponto, ela se tornou uma verdadeira vilã. Maria assume que se surpreendeu e ficou bem satisfeita com essa virada do papel. “Fiquei muito feliz com a confiança que o Walcyr depositou em mim. Esse personagem foi uma grande oportunidade de revelar várias facetas de uma pessoa só. São várias Alejandras: a hippie, a traficante, a apaixonada, a rejeitada e, no final, a cruel e violenta”, comenta a atriz. "Nunca havia interpretado uma personagem com estas qualidades ou defeitos”, acrescenta.

Juliano foi uma grande surpresa pela parceria, generosidade e inteligência cênica"
Maria Maya

Se por um lado, essas reviravoltas inesperadas de um papel são ótimas oportunidades para os atores, por outro, a correria das gravações nem sempre permite uma longa preparação. “Durante o percurso de novela, por ser tratar de uma obra aberta, às vezes não temos muito tempo para preparos. Temos que arriscar, apostar na intuição e confiar nos diretores e equipe”, explica.

Ninho enfrenta Alejandra (Foto: Amor à Vida/ TV Globo)Atriz viveu cenas tensas ao lado de Juliano Cazarré (Foto: Amor à Vida/ TV Globo)

Nesta reta final dramática de Alejandra, Walcyr Carrasco usou um peão como peça fundamental: Ninho, personagem interpretado por Juliano Cazarré. A rejeição e amor não correspondido pelo amigo foi motivo para ela ter feito todas as maldades que fez. Sobre a parceria com o ator, Maria é só elogios. “Juliano foi uma grande surpresa pela parceria, generosidade e inteligência cênica. Com certeza, um dos melhores atores da minha geração”, opina.

Com tantas cenas marcantes, será que dá para escolher a favorita? “Sempre acho todas as cenas difíceis e prazerosas. Mas tenho boas recordações da primeira fase no Peru. Redimensionou nosso trabalho e ainda nos permitiu conhecer lugares mágicos”, responde a atriz. No clima de despedida, Maria mostra que este trabalho vai deixar saudades: “Estou muito satisfeita com todos os caminhos propostos. Sou muito grata à todos envolvidos nesta novela!”

Deixe seu Comentário

Leia Também

100 UTI = OBITO
Ministério da Saúde prevê 3 mil mortes por dia por covid-19 nas próximas duas semanas
TRISTEZA NA FAMILIA
'Não tem UTI,amo vcs':a história por trás do tuíte viral que revela mensagens de mãe morta por covid
DISPARO ACIDENTAL
Assessor em fazenda do cantor Leonardo morre vitima de tiro acidental
VIOLENCIA DOMESTICA
Vítima de violência doméstica escreve bilhete com pedido SOS em agência bancária: 'Ele tá ai fora'
ALERTA AO CPF
Confira se o seu CPF foi usado de maneira IRREGULAR por desconhecidos
VAMOS PREVENIR
Igreja Adventista vota documento com orientações sobre cultos e reuniões
ALERTA AOS JOVENS
O que está por trás da alta das internações de jovens com covid
BRASIL EM PÂNICO
Brasil tem novo recorde de mortes por covid em 24 horas: 1.910
100 TRÉGUA
Brasil registra 1.726 mortes em 24 horas e bate novo recorde na pandemia; total chega a 257,5 mil
EXECUÇÃO NA MADRUGADA
Dona de bar é degolada e corpo encontrado nos fundos do estabelecimento