Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 18 de janeiro de 2021
Busca
Brasil

Mantido aumento de 17,49% de aumento na energia elétrica

6 Abr 2011 - 09h10Por

Comissão parlamentar formada pelos deputados estaduais Marquinhos Trad (PMDB), Paulo Corrêa (PR), Mara Caseiro (PTdoB), Dione Hashioka (PSDB), George Takimoto (PSL) e Felipe Orro (PDT), participou de uma reunião na Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), em Brasília (DF), na manhã desta terça-feira (5/4). A pauta: reajuste tarifário nas contas de energia dos consumidores de Mato Grosso do Sul.

Na ocasião, representantes da Aneel justificaram aos deputados que o reajuste de 17,49% nas contas de energia não será alterado e comerá a valer a partir de sexta-feira (8). A agência se intitulou “engessada” por um contrato entre a concessionária e o governo federal.

Já a Enersul (Empresa de Energia Elétrica de Mato Grosso do Sul), por sua vez, se baseou no IGP-M (Índice Geral de Preços - Mercado), que no último ano sofreu aumento de 10.95%, diminuindo a margem para uma possível discussão.

Para o coordenador da comissão, deputado Marquinhos Trad, o contrato não é justo, pois o índice de reposição inflacionária não deveria ter como base o IGPM, que costuma bater recordes, disse. Conforme o peemedebista, o salário mínimo é reajustado em pequenos índices, de acordo com o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), ou seja, “a tarifa aumenta muito e a remuneração dos trabalhadores não”.

Há a possibilidade de a comissão dos deputados estaduais recorrer da decisão, mas Marquinhos adianta que as chances de barrar o reajuste são mínimas. “Com base nos índices (IGPM e IPCA), apresentarei dados técnicos à Justiça Federal, objetivando basear o reajuste de energia no aumento salarial dos trabalhadores”.

“Eu acredito que essa decisão não trará nossa desistência. Podemos ter perdido um round, no entanto vou continuar lutando para que haja uma tarifa justa e cabível ao salário do trabalhador. Todos os consumidores devem cobrar o bom serviço, já que a tarifa é alta e o trabalho deixa muito a desejar. Temos que brigar por isso, é uma luta de todo cidadão”, acrescentou Marquinhos Trad.

O deputado recentemente lembrou que o processo de reajuste tarifário foi iniciado em dezembro e que ele já viajou cinco vezes a Brasília para tratar do assunto.

Atualmente a Enersul atende 73 municípios, o que configura 815 mil clientes em todo o Mato Grosso do Sul.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESTUPRO DE VULNERÁVEL
Na calada da noite, namorado da avó estupra criança de 12 anos e é espancado por vizinhos
CONCURSO PÚBLICO
Concurso da Aeronáutica somam com as 21 mil vagas em outros concursos que a semana oferece
DEU RUIM
Jovem é atingido por raio enquanto usava celular no banheiro
PROVA DO ENEM
Confira as medidas de segurança durante a prova do Enem
SAIU O EDITAL
Com salário de até R$ 23,6 mil, Polícia Federal abre inscrição em concurso no dia 22
DESESPERO EM MANAUS
Médicos e familiares de pacientes descrevem colapso com falta de oxigênio em Manaus; leia relatos
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa libera saque da última parcela do auxílio emergencial a aniversariantes em julho
HORROR NA NOITE
Crianças são encontradas chorando ao lado de corpos de pais assassinados
DOR E DESCASO
Filho é obrigado abrir cova para enterrar próprio pai por não encontrar coveiro em cemitério
SEUS DIREITOS
Trabalhador afastado por Covid-19 tem direito a auxílio-doença do INSS