Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 17 de setembro de 2021
Busca
Brasil

Mais presos do Rio de Janeiro chegam ao presídio de Campo Grande

23 Nov 2009 - 05h27Por G1
Chegou por volta das 13h20 (horário de Brasília) deste domingo (22) em Campo Grande o avião da Polícia Federal que partiu do Rio de Janeiro com sete presos.

A pedido da Secretaria Estadual de Segurança Pública, o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro autorizou a transferência.

A aeronave deixou o Rio por volta das 11h20. Segundo a Secretaria Estadual de Administração Penitenciária (Seap), todos serão levados para o presídio de segurança máxima de Campo Grande, em Mato Grosso do Sul.

Segundo a Secretaria estadual de Segurança Pública, parte desses presos participou dos ataques no Morro dos Macacos, na Zona Norte, em outubro deste ano. Na ocasião, um helicóptero da Polícia Militar foi derrubado por traficantes.

No dia 24 de outubro, dez traficantes suspeitos de comandar a guerra de facções em favelas do Rio de Janeiro foram transferidos para a penitenciária federal de Campo Grande.

Quem são os presos

Entre os sete detentos transferidos neste domingo estão Wilton Carlos Rabello Quintanilha, o “Abelha”, e Marcos Marinho dos Santos, o "Chapolim".

De acordo com a polícia, “Chapolim” é acusado de integrar uma quadrilha comandada pelo traficante Fernandinho Beira-Mar. Além de envolvimento com drogas, os dois são acusados de tráfico internacional de armas.

Os outros presos que deverão ser transferidos são: Levi Batista da Penha, o "Baby"; Odir dos Santos, "Odir da Vila do João"; Marcelo Fonseca de Souza, "Marcelo Xará"; Bruno da Silva Loureiro, o "Coronel"; e Márcio Batista da Silva, o "Dinho porquinho".

Como é o presídio federal

Destinado a presos perigosos – a maioria traficantes, líderes de facções, assaltantes e assassinos, o presídio de Campo Grande tem vários aparatos de segurança.

Quando chegam, os presos deixam roupas e o que mais possuírem, têm o cabelo raspado, recebem kits de higiene -com desodorante, sabonete, escova de dente, papel higiênico, creme dental - e uniformes. Até chegarem às celas – todas individuais -, passam por 17 portões. São 208 celas "normais" e 12 celas do Regime Disciplinar Diferenciado (RDD).

Nos primeiros 20 dias, os presos ficam na triagem, onde o isolamento é maior. Fazem todas as refeições nas celas e tomam os banhos de sol – de duas horas por dia, ali mesmo.

Para os presos que não estão mais na triagem, o banho de sol é feito em grupos de 13 presos, pelo mesmo período. As refeições, no entanto, continuam sendo feitas nas celas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

COMOÇÃO E REVOLTA
Menina de 5 anos é morta com tiro na cabeça enquanto caminhava para comprar lanche
CEF de Fátima do Sul OPORTUNIDADE
Caixa abre concurso com salários de mais de R$ 3 mil; confira
QUASE 600 MIL MORTES
Covid-19: mortes sobem para 588,5 mil e casos, para 21,03 milhões
LIÇÕES DA BÍBLIA
Uma rua de mão dupla
LATROCINIO
Dupla invade casa, tranca mulher e crianças em quarto e mata homem degolado
SAQUE EMERGENCIAL
Caixa cria calendário para liberar nova rodada de dinheiro do FGTS
TRAGEDIA AÉREA
Acidente aéreo mata sócio da Raizen e outras seis pessoas
LIÇÕES DA BÍBLIA
Um missionário irado e inquieto
LARVAS
Vídeos mostram peixes frescos recheados de vermes; veja
REVOLTANTE
Bandidos invadem casa atirando e matam garota de 13 anos