Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 17 de outubro de 2021
Busca
Brasil

Maiores produtores de melancia do Estado estão cautelosos

3 Jul 2006 - 17h10
Embora já tenham recebido as indenizações referentes a produção de hortifrutigranjeiro, totalmente perdida, devido ao surgimento da febre aftosa, que levou os Estados importadores (Paraná e Santa Catarina) a vetar à compra da produção, os 50 produtores de melancia (900 hectares de área plantada em 2005), melão (215 hectares) e abóbora (40 hectares) de três municípios da área de risco sanitário (Eldorado, Japorã e Mundo Novo), estão com receio de voltar à campo para fazer a semeadura, até o final de julho.
O maior produtor da região, José Carlos Lunardi (185 hectares de melancia, 10 de melão e 15 de abóbora) diz que “é previsível uma retração de 30% na área plantada”. Particularmente ele declara que vai promover uma diminuição ainda maior na cultura de melancia – “devo plantar apenas 50 hectares de melancia”, informou.
A reclamação dos maiores produtores foi quanto a forma de pagamento, dividida por produtores, e não quanto ao tamanho das áreas, o que proporcionalmente levou Lunardi a receber menos. Ele disse que o custo de produção de um hectare de melancia, atualmente é de R$ 2,2 mil nos campos com melancia e de R$ 2,2 mil nas áreas com o plantio de melão.
 
 
Sul News

Leia Também

LIÇÕES DA BÍBLIA
Amar a Deus
LIÇÕES DA BÍBLIA
Ame o Senhor, seu Deus
BRASIL VERDE
Governadores avançam na criação de consórcio em defesa do desenvolvimento sustentável
LIÇÕES DA BÍBLIA
Estudo adicional
LIÇÕES DA BÍBLIA
Outras imagens
LIÇÕES DA BÍBLIA
Seu povo especial
REVOLTANTE
Vanessa, de 18 anos, é atropelada e morre após reagir a assédio
LIÇÕES DA BÍBLIA
O livro da aliança
PAVOROSO
Acumulador de lixo transforma rua de cidade modelo em paraíso das ratazanas
JOGOS MORTAIS
Escola envia carta aos pais alertando sobre a série 'round 6'