Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 24 de julho de 2021
Busca
IRRESPONSABILIDADE

Mãe vai fazer compras e deixa filho trancado no carro em SP

28 Jul 2010 - 05h40Por G1

Uma mãe foi indiciada pela Polícia Civil após deixar o filho de um ano e nove meses dentro do carro enquanto fazia compras na Zona Norte de São Paulo nesta terça-feira (27). A mãe foi fazer compras e pediu para que um flanelinha tomasse conta do veículo.

O flanelinha Ademir Rodrigues dos Santos não sabia que havia um bebê no carro. O homem afirma que a mãe só voltou cerca de duas horas depois.

Testemunhas contaram à Polícia Civil que mal dava para enxergar dentro do carro por causa do vidro escuro. Mas o alarme disparou e chamou a atenção de quem passava.

Nas imagens de um cinegrafista amador, é possível ver o tumulto formado em torno do veículo. Uma mulher que passava pelo local na hora foi quem chamou os policiais.

A mãe vai responder por abandono de incapaz. O bebê foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para fazer exames e depois segue para o Conselho Tutelar. A guarda temporária da criança será dada para um parente próximo até que a Justiça decida com quem fica a criança.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Foto: Mycchel Legnaghi - São Joaquim online PREVISÃO DO TEMPO
Maior frio do ano? Temperaturas negativas, geada e até neve!
TRABALHO ESCRAVO
Aliciamento de crianças: família de líderes religiosos é presa em operação da polícia
ATO OBSCENO
Homem é detido após entrar nu em culto evangélico
TRAIÇÃO
Vídeo: Mulher flagra marido com travesti dentro do carro e 'pancadaria come solta'
COVID 19 NO BRASIL
Brasil tem 1 órfão por covid a cada 5 minutos: 'Pensamos que crianças não são afetadas, mas sim
SELEÇÃO OLIMPICA
Brasil ameaça passeio em estreia contra a Alemanha, mas desperdiça chance de goleada histórica
TRAGÉDIA NO RIO
Barco vira com nove pessoas matando 3 crianças e 3 adultos
REVOLTA
Mulher tem parte do rosto destruído por ataque de pitbull sem coleira; assista
FLAGRA
Vigilante descobre traição e mata amante da esposa com 3 tiros
SOB INVESTIGAÇÃO
"Te achei!", gritou suspeito antes de matar jovem de 16 anos com 10 tiros