Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 20 de junho de 2021
Busca
Brasil

Mãe confessa que teria planejado a morte do filho de 1 ano

23 Mar 2010 - 07h47Por Diário Online
Não fui eu exatamente, mas participei das duas primeiras facadas”, disse a mãe do pequeno Marcos Antônio de Toledo, de 1 ano e 1 mês, morto com oito facadas no início da madrugada desta segunda-feira, 22 de março, no bairro Cristo Redentor, em Corumbá.

Aos 15 anos, a mãe da criança teria planejado o assassinato há uma semana. Ela queria fugir com o namorado Claudinei da Silva Cruz, 19, acusado de dar as outras seis facadas no garoto.

A autoria dela, segundo o delegado Enilton Zalla, que comanda as investigações, é “incontestável”. O namorado nega envolvimento. A Polícia Civil encontrou uma faca escondida dentro da caixa d’água da casa de Claudinei. O instrumento ainda vai ser periciado. O delegado não descarta a participação de uma terceira pessoa. “Seria alguém envolvido com ela, mais ainda estamos apurando”, informou. A Polícia tem dez dias para concluir o inquérito.

Depois de ouvida em depoimento pelo delegado, a acusada foi mantida em uma sala reservada da Polícia Civil e deve ser encaminhada para uma Unidade Educacional de Internação (Unei).

“Ela é muito fria, em nenhum momento, em que esteve comigo, chorou uma lágrima sequer. Mentiu várias vezes”, afirmou o responsável pelas investigações ao comentar o perfil da jovem mãe e acusada pelo crime.

“É uma mãe fria, que muito provavelmente não aceitava o filho. Confirmou e admite que praticou o crime, que participou das duas primeiras facadas”, contou Enilton Zalla. Segundo a garota, a morte do filho facilitaria a fuga do casal. “Era para nós fugir”, disse ela. A jovem, que vestia bermuda; blusa de alcinhas e calçava chinelos – visual bem adolescente – contou à imprensa que inicialmente não aceitava o filho, mas depois “gostava muito dele”.

Ela se calou quando questionada sobre a possibilidade de dar a criança para adoção, ao invés de matar. Em seguida afirmou ter se arrependido pelo que aconteceu com o filho.

Sem motivo

O delegado explicou que não havia motivo para o crime. “Não tem um motivo, o que apuramos é que a criança atrapalharia um pouco na vida dela. É uma jovem de 15 anos, que queria ir embora da cidade e a criança, de certa forma, acabaria dificultando isso”, contou o delegado.

O “possível namorado”, como classificou Enilton Zalla, nega envolvimento. Mas a mãe do bebê diz que ele foi o responsável pelos seis golpes finais na criança. “Ele teve a participação de executar o crime juntamente com ela”, disse o delegado complementando: “estamos apurando todas as possibilidades, não descartamos nenhuma. O que existe é a morte de uma criança, a participação da mãe, de um namorado”, argumentou de forma incisiva. Claudinei permanece preso e as investigações prosseguem.

Zalla explicou que de fato, a garota esteve na festa da sobrinha do pai biológico do filho e decidiu não ir para casa [dela], “porque tinha brigado com a mãe, justamente porque tem um filho, não trabalha”, esclareceu. “A criança foi assassinada num terreno baldio, na alameda Piratininga com Rio Grande do Sul”, disse o delegado. “Ela teria planejado há pelo menos uma semana esses fatos”, afirmou o responsável pelas investigações.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LUTO NA MÚSICA
Cantora gospel que defendia tratamento precoce morre de Covid-19 após ter os pulmões comprometidos
VIDEO
Cliente carrega mangueira sem perceber e bomba pega fogo em posto de combustível de Foz do Iguaçu
AÇÕES DO GOVERNO MS
Reinaldo Azambuja propõe projeto com Itaipu para combater assoreamento nos rios Iguatemi e Amambai
COPA X VIRUS
'Desse jeito, o vírus vai levantar a taça', diz deputado após 52 infectados na Copa América
FAMOSIDADES
Apresentador mostra fotos de viagens românticas com filha de Faustão e se declara
SEIS DIAS DE TERROR
Homem mata uma família e aterroriza moradores em seis dias de fuga deixando rastros de crimes
TRISTEZA E COMOÇÃO
Jovem engenheiro morre em acidente com moto e comove cidade
MUI AMIGO
Homem obriga mulher de amigo a fazer sexo oral e leva surra em delegacia
DOENÇA DO SÉCULO
Homem de 33 anos deixa carta de despedida e tenta pular de ponte
ABSURDO
Família registra boletim de ocorrência após vitima de covid ser sepultado em cemitério errado