Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 27 de setembro de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Maciço florestal de MS pode ser o maior do mundo prevê Junior Mochi

15 Jul 2010 - 16h10Por Fátima News com assessoria

O maciço florestal de Mato Grosso do Sul, um dos maiores do Brasil, passará a ter um crescimento excepcional nos próximos anos e se tornará uma das maiores reservas florestas plantadas do mundo, avançando uma extensa área de Campo Grande a Três Lagoas. A avaliação é do deputado estadual Junior Mochi (PMDB), que participou da I Semana da Madeira e da Floresta em Ribas do Rio Pardo, que reúne palestrantes de vários estados do Brasil e do mundo. O evento, que começou na segunda-feira (12), termina amanhã (16).

Junior Mochi participou ontem do encontro e visitou as instalações da empresa Vetorial, grupo familiar que foca suas atividades no setor minero-siderúrgico, mais especificamente na produção de ferro gusa a carvão vegetal. Trata-se, segundo o deputado, do “gusa verde” que é a  produção de ferro gusa com carvão vegetal produzido por florestas plantadas.

“Ficamos impressionados não só com a qualidade do evento que reuniu grandes lideranças sobre o assunto, como também pela contribuição que esse setor proporcionará para o meio ambiente”, comentou Junior Mochi depois de visitar outra empresa, a Ramires Reflorestamentos, que atua no fornecimento de madeira de pinus e eucalipto para serrarias e laminadoras de Mato Grosso do Sul.

O deputado diz que a silvicultura é a que mais cresce hoje em Mato Grosso do Sul e que surge numa boa hora, de diversificar a matriz econômica do Estado. “A silvicultura  e as indústrias a ela agregadas representam  hoje um grande potencial para investimento no Estado”, afirma Junior Mochi que prevê a geração de centenas de novos empregos.

Junior Mochi visitou também a Ramires Reflorestamento, que possui, segundo  o deputado, o maior maciço florestal do Estado. “Testemunhei também a preocupação da referida empresa com a produção de mudas da mais alta qualidade genética na área de eucalipto”, comentou.

Grande defensor da diversificação econômica em Mato Grosso do Sul, Junior Mochi, candidato à reeleição, garante que a exploração de florestas plantadas no Estado poderá  gerar a instalação de grandes indústrias e gerar centenas de emprego e renda. “Precisamos criar novas oportunidades de trabalho e diversificar nossos potenciais econômicos e o reflorestamento e todo processo que norteia essa atividade prometem corresponder a essas expectativas”, comentou o deputado.

O empresário Ramires Junior, que comanda a empresa (Ramires Reflorestamentos) há 37 anos, disse que “a gente quer mostrar aqui que eucalipto não é só para fazer ‘carvão, não é só ter madeira pra energia, ele pode fazer móveis e outros produtos, produzindo outras alternativas que o eucalipto pode trazer”, afirma.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Motorista registrou a travessia de uma jiboia na avenida Ayrton Senna, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. FORA DO HABITAT
VÍDEO: motorista flagra jiboia cruzando pista de avenida no RJ: 'olha isso'
Só queria que me entendessem sem preconceito! PRECONCEITO
Jovem é expulso de casa ao assumir namoro com mulher trans
Yan e um comparsa renderam mãe e filha na rua CRIMINOSO
Bandido morto pela PM arrancou família de carro e agrediu mulher uma semana antes
O diesel não sofreu reajuste. + ALTA
Gasolina sobe 4% nas refinarias, anuncia Petrobras
O total de mortes causadas por covid-19 chega a 138.108, um acréscimo de 0,6% sobre a soma de segunda Saúde
Covid-19: Brasil tem 33,5 mil novos casos e 836 mortes em 24 horas
HERANÇA PORTUGUESA
A herança portuguesa na vida cotidiana do Brasil
Os beneficiários nascidos em janeiro  3,9 milhões de pessoas  poderão sacar AJUDA FINANCEIRA
Caixa paga nova parcela do auxílio emergencial para 5,6 milhões de pessoas
o maior programa de assistência aos mais pobres no Brasil e talvez um dos maiores do mundo PRESIDENTE NA ONU
Bolsonaro diz que brasileiros receberam mil dólares de auxílio
Imagem: Reprodução/Balanço Geral Londrina FUGA EM MASSA
Presos fogem de cadeia após surto de Covid-19
Material estava dentro de uma bexiga e enrolado com fita isolante PROFUNDEZAS DO CRIME
8 celulares e outros materiais são retirados do ânus de preso