Menu
BANNER EMAGRECEDOR VICENTINA
domingo, 18 de abril de 2021
SADER_FULL
Busca
Brasil

Lula quer ajuda internacional para expandir internet

27 Jul 2004 - 13h57
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu hoje a criação de um novo modelo internacional para a internet "que contemple a necessidade de recursos para financiar o acesso dos países em desenvolvimento às novas tecnologias".

Lula, que participou do debate geral da 5ª CPLP (Comunidade de Países de Língua Portuguesa), realizado em São Tomé e Príncipe, disse que a inclusão digital pode ajudar na inclusão social.

"Conseguimos incluir nossa língua [portuguesa] no debate sobre a Sociedade da Informação. O desafio agora é incluir todos nossos cidadãos nessa discussão. Vamos fazer da inclusão digital uma poderosa arma de inclusão social", disse Lula se referindo à Cúpula das Nações Unidas sobre a Sociedade da Informação, em Genebra.

Segundo o presidente, "os recursos da moderna tecnologia de comunicações contribuem para a transparência na administração pública". "Estamos discutindo maneiras de fortalecer a cidadania e aperfeiçoar as instituições democráticas. O acesso aos avanços tecnológicos deve ser o direito de todos e não o privilégio de poucos. Temos urgência em promover a inclusão digital."

Lula afirmou que a "velocidade das transformações tecnológicas pode nos fazer perder oportunidades". "Por isso, tomei a iniciativa de transformar a inclusão digital em política pública."

O presidente aproveitou o debate para divulgar as ações do governo brasileiro no campo da inclusão digital. "O Brasil vem investindo no programa de governo eletrônico para aprimorar a qualidade dos serviços públicos".

Ele citou como exemplo o envio das declarações do Imposto de Renda pela internet. Segundo Lula, as declarações são "transmitidas com segurança e comodidade por via eletrônica".

"O mesmo vale para o sistema eleitoral. A votação e a apuração informatizadas são vitais. Reduzimos a fraude. Ganha nossa democracia. Nossas instituições aumentam sua credibilidade."

Segundo o presidente, é preciso "estender as redes e as novas tecnologias da informação para as regiões rurais e asas remotas de nossos países" para que a "inclusão seja completa".

"Desejamos cooperar com a CPLP nessa tarefa. O Telecentro com acesso público e gratuito que estamos instalando em São Tomé inaugurará o governo eletrônico nesse país", disse ele se referindo ao Telecentro de São Tomé. "Repetiremos essa experiência em Cabo Verde, onde estarei nos próximos dias."

Lula afirmou também que a internet têm de ser ampliada para que possa ser utilizada como "política públicas de alto impacto social".

"Precisamos capacitar as pessoas, em especial as comunidades carentes, para utilizar as novas tecnologias de informação. O transmitidas com segurança e comodidade por via eletrônica software livre responde a esses imperativos."
 
Folha Online

Deixe seu Comentário

Leia Também

VIDEO CAPIVARA NA IGREJA
Capivara invade igreja: 'acho que ela veio rezar conosco', brinca Padre
BEBEDEIRA
Idoso conhece mulher, leva para casa é atacado a facadas
ROUBO DE CARGA
Três mil pessoas roubam carga de carne após carreta tombar e provocam novo acidente
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa credita 1ª parcela do Auxílio Emergencial nesta quinta para nascidos em maio
mulher carro beltrao 1 VIDEO
Mulher cai e fica ferida após ser flagrada em cima de carro em movimento
DESESPERADOR
Covid-19: Brasil registra 3.808 mortes em 24 horas
EXEMPLAR
Cidade modelo que vacinou 64% da população vê casos de covid-19 caírem 78%.
NOVO CÓDIGO DE TRANSITO
Novo Código de Trânsito entra em vigor na segunda-feira; veja mudanças
LOCKDOWN É A SOLUÇÃO?
Araraquara X Bauru: dois retratos do Brasil com e sem lockdown contra a covid-19
AGRICULTURA SUSTENTAVEL NO MUNDO
II Congresso Mundial de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta deve receber 1 mil inscrições