Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 26 de outubro de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Lula pressiona a Câmara para concluir a votação do pré-sal

17 Jun 2010 - 10h54Por Folha Online

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva tem pressa em aprovar o pacote do pré-sal no Congresso porque deseja fazer pelo menos um leilão na área ainda neste ano.

Ele pediu a Michel Temer (PMDB-SP), presidente da Câmara e agora vice na chapa da petista Dilma Rousseff, para votar já na próxima semana o projeto que cria o novo marco regulatório do setor de petróleo e o Fundo Social -a ser formado com a renda do pré-sal.

Em conversa com Temer, Lula disse que quer deixar o governo com a marca de ter sido o responsável pelas mudanças no setor de petróleo. Mas reconheceu que dificilmente haverá tempo para fazer o leilão antes da eleição.

Além de fazer durante seu governo leilão para dar início à exploração do pré-sal em novas áreas, Lula quer a garantia, prevista no projeto, de adotar o sistema de partilha de produção, pelo qual a União fica com a maior parte do petróleo extraído.

O projeto, contudo, vem acompanhado de uma emenda polêmica, que dividiu a base aliada do governo, acirrou a disputa entre Estados e foi contaminada pelo período eleitoral.

Trata-se da que redistribuiu os royalties antes destinados somente aos Estados e municípios produtores a todas unidades da Federação por meio do fundo de participação, que prioriza critérios populacionais.

"Minha emenda entrou na garupa de uma matéria que é urgente para o governo. Não há opção senão aprová-la ou rejeitá-la. Aposto que o placar [a favor da mudança nos royalties] vai se ampliar", diz o deputado Ibsen Pinheiro (PMDB-RS), um dos autores da emenda.

O governo tende a vetar a alteração, que prejudica apenas Rio de Janeiro e Espírito Santo, maiores produtores de petróleo em mar do país. Os representantes desses Estados admitem que podem ser derrotados na Câmara, mas apostam no veto.

A maior pressão vem do governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), candidato à reeleição no terceiro maior colégio eleitoral do país.

O projeto começa a ser debatido na próxima terça, mas a expectativa é votá-lo somente no dia seguinte.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BARBÁRIE
Marido mata mulher a facadas dentro de casa durante almoço de domingo
CAPOTAMENTO
Carro capota várias vezes ao fazer curva na MT-412 e mata fotógrafo
BRASIL - 157.134 MORTES
Brasil acumula 5,3 milhões de casos e 157 mil mortes por covid-19
AJUDA FINANCEIRA
Caixa paga 2ª parcela de R$ 300 da extensão do auxílio emergencial
SIM A VIDA
Brasil se une a Egito, Indonésia, Uganda, Hungria e EUA em declaração contra o aborto
Invasão em residência acaba morador morto por tiro acidental TRAGÉDIA NA FAMILIA
Homem mata o próprio irmão ao atirar em invasor de residência
GUERRA DA VACINA
Bolsonaro diz que não comprará vacina chinesa, mesmo se aprovada pela Anvisa
Motorista da carreta diz que ainda tentou desviar, mas não conseguiu DOENÇA DO SÉCULO
Menor pega carro escondido, joga contra carreta e morre na hora
BRASIL - 155.403 MORTES
Covid-19: Brasil tem 24.818 novos casos em 24 horas
AJUDA
Caixa Econômica paga auxílio emergencial para 5,2 milhões de beneficiários