Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
segunda, 10 de maio de 2021
Busca
Brasil

Lula pede paciência pela terceira vez em 15 dias

16 Jul 2004 - 09h28
Pedidos de paciência ao povo brasileiro tornaram-se o mais recente hábito do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Ontem, na 1ª Conferência Nacional de Políticas para as Mulheres, Lula pediu que o povo tenha, para as ações do governo, a mesma paciência das mulheres. Foi o terceiro pedido do gênero, só em julho.

O povo tem de ter a paciência do jogador para marcar o gol, observou, no início do mês, na apresentação dos resultados dos dezoito meses de mandato. E tem de ter paciência para perceber que as coisas que não foram feitas ao longo de décadas não podem ser feitas ao longo de dias, como lembrou na quarta-feira desta mesma semana.

Com a popularidade em queda, o presidente mesmo já reconheceu : " Governar é a arte de ter paciência. " Neste segundo ano de governo, em pelo menos seis outras solenidades pediu calmas. Em fevereiro, quando estava em um assentamento rural, observou que perder a paciência é um direito do ser humano, mas implorou: " Por favor, não percam nunca a esperança, porque as coisas irão acontecer com mais rapidez. " Ontem, na conferência, fez questão de repetir que as mulheres é que sabem ter paciência. " Muitas coisas não podem ser feitas em 18 meses, muitas não podem ser feitas em quatro anos, e, possivelmente, outras coisas não possam ser feitas em mais anos. " Em março, ao se encontrar com as trabalhadoras rurais, também se utilizou do mesmo artifício: " Mulher tem paciência porque sente a dor do parto. " O presidente já admitiu, durante uma cerimônia qualquer de maio, que, aos 50 anos, no " auge da maturidade " , o ser humano fica com mais paciência.
 
 
Agência Folha

Deixe seu Comentário

Leia Também

FAMOSIDADES
Pai da campeã do 'BBB 21' Juliette vive em casinha de barro na Paraíba
CACHAÇA
Jovem enfia garrafa no ânus durante bebedeira e vai parar no hospital
ESCALADA DA VIOLÊNCIA
Operação mais letal da história deixa 25 mortos no Jacarezinho
VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada
TERROR NA CRECHE
Sob forte emoção moradores de Saudades realizam velório coletivo das vítimas do ataque à creche
CHEGANDO FORTE
Frio chega com força e provoca geada no Sul
TERROR EM CRECHE
Jovem invade escola e mata três crianças e duas funcionárias
PÉSSIMA PROJEÇÃO
Covid-19: Brasil deve alcançar 575 mil mortes em 1º de agosto, diz instituto
SONHO INTERROMPIDO
Jovem perde noivo para a Covid-19 no dia do casamento: 'Nossos sonhos ficaram para trás'