Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 15 de agosto de 2020
SADER_FULL
Busca
BANNER ECO TOUR
Brasil

Lula opera para manter presidentes de BC e BB

3 Ago 2004 - 08h15

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu aos presidentes do Banco do Brasil, Cássio Casseb, e do Banco Central, Henrique Meirelles, que fiquem em seus postos, apesar de novas acusações de operações patrimoniais irregulares publicadas no final de semana. Em conversas na sexta, sábado e domingo com ministros e auxiliares, Lula avaliou que permitir a saída de Meirelles ou de Casseb poderia gerar um problema político na hora em que a economia apresenta resultados positivos. Isso foi transmitido aos dois.

Mais: o presidente concluiu que seria fazer o jogo da oposição num ano eleitoral. PSDB e PFL, que disputam com o PT importantes capitais do país, têm cobrado o afastamento dos dois. Casseb, chamado no Palácio de Planalto de "cabeça quente", deu mais trabalho do que Meirelles. O próprio Lula teve de lhe enviar um recado: não quer vê-lo repetir o gesto de Luiz Augusto Candiota, que pediu demissão da Diretoria de Política Monetária do BC após ser reportagens a respeito de sonegação fiscal e evasão de divisas.

Detalhe: além do caso da compra de 70 ingressos de um show, cuja arrecadação foi dada ao PT, Casseb também é acusado de sonegação fiscal e evasão de divisas em operações patrimoniais similares às de Candiota. Lula julga Casseb um bom executivo. Em conversas reservadas, elogia o presidente do Banco do Brasil, dizendo que ele já o ajudou a resolver de gerenciamento em ministérios e que permitir sua saída do governo poderia comprometer ações. O BB, por exemplo, é encarregado de distribuir os recursos de agricultura familiar.

Para a safra 2004/ 2005, esses recursos somam até R$ 7 bilhões. O Jornal Folha de São Paulo apurou que Lula acha que Candiota deixou Meirelles e Casseb em situação frágil porque saiu por razões que o governo não considera suficientes para a saída. Casseb já deu explicações à cúpula do governo de que, quando diretor do Citibank, fez operações nas quais usou doleiros. Apesar de julgar isso um incômodo, Lula e principais ministros avaliam que foi um comportamento padrão para pessoas com o patrimônio e a experiência profissional de Meirelles e Casseb. Na cúpula do governo, não é visto como anormal alguém com muito dinheiro ter usado os serviços de doleiros.

O Planalto vê ainda o dedo da oposição por trás das reportagens sobre o patrimônio de Meirelles, Casseb e Candiota. Especificamente, fala-se no Planalto que o presidente da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) do Banestado, o senador tucano Antero Paes de Barros (MT), estaria vazando informações numa guerra com o PT em ano eleitoral. Antero nega.


Agência Folha

Deixe seu Comentário

Leia Também

FAMOSIDADES
Anitta posta foto pelada e recebe comentário até de Miley Cirus
DOURADOS - UNIGRAN
Acadêmico de Fisioterapia da UNIGRAN tem trabalho publicado em revista de âmbito internacional
IRREGULARIDADES
Prefeitura contrata funerária para transportar pacientes vivos em MT
ESTUPRO DE VULNERÁVEL
Dono de Padaria de 78 anos estupra filha de funcionária de seu estabelecimento
HB20 SEDAN
Conheça mais o HB20 Sedan
BORA PRA BONITO - MS
Alguns passeios fantásticos para você fazer em Bonito (MS)! E dicas legais
100 RISCO
OMS minimiza risco de novo coronavírus entrar na cadeia alimentar
HORÓSCOPO DO DIA
HORÓSCOPO DO DIA: Veja a previsão de hoje 14/08/2020 para o seu signo
CARA DE PAU
Cliente põe o próprio cabelo em lanche e tenta não pagar. VEJA O VÍDEO
VIOLENCIA DOMESTICA
Veterinária é agredida por ex-namorado médico e diz que tem medo de dormir em casa