Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 24 de setembro de 2020
SADER_FULL
Busca
ZANZI
Brasil

Liberação do BB apresenta queda de 15,30%

21 Out 2010 - 17h12Por Conjuntura Online

As liberações do Banco do Brasil para a safra 2010/11, em Mato Grosso, apresentam queda de 15,30% no período de julho a setembro deste ano, em relação a igual período de 2009.

As liberações – que contemplam as áreas de custeio, investimentos e comercialização para a agricultura empresarial (grandes produtores) e familiar (pequenos produtores), encolheram de R$ 837,7 milhões, no ano passado, para R$ 709,6 milhões, em 2010.



A maior queda fica por conta do item comercialização, que apresentou recuou de 60,12% no volume total liberado, despencando de R$ 143,4 milhões para R$ 57,2 milhões este ano.



O montante de recursos para investimentos em 2010 (R$ 56,20 milhões) diminuiu 36,36% em relação ao volume liberado no segundo semestre do ano passado, R$ 88,30 milhões.



Os recursos destinados ao custeio da safra somam a maior fatia de liberações para o próximo ciclo, entre os meses de julho e setembro, atingindo o montante de R$ 342,3 milhões, incremento de 9,22% na comparação com igual período do ano anterior (R$ 313,4 milhões).



As liberações para aquisição de insumos apresentam queda de 11,16%, recuando de R$ 242 milhões, no segundo semestre do ano passado (até 30 de setembro), para R$ 215 milhões, em 2010.



A agricultura familiar também registra queda no volume de liberações do Banco do Brasil. Os financiamentos encolheram de R$ 50,6 milhões para R$ 38,7 milhões, queda de 23,52%.

O volume destinado ao custeio do segmento familiar chegou a R$ 26,5 milhões e, para custeio, R$ 12,2 milhões. No ano passado, esses valores eram de R$ 41 milhões (investimentos) e, R$ 9,6 milhões, para custeio.



PRIMEIRO SEMESTRE

No primeiro semestre do ano, o volume de recursos liberados pelo Banco do Brasil para a safra 2010/2011 chegou a R$ 2,124 bilhões, ultrapassando em 18% o montante das liberações em igual período do ano passado, R$ 1,800 bilhão. As liberações superaram as previsões iniciais do BB para a atual temporada, estimadas em R$ 2 bilhões.



As liberações destinadas ao custeio atingiram o montante de R$ 1,32 bilhão. Em relação ao primeiro semestre de 2009, com R$ 1,16 bilhão liberados, o acréscimo foi de 13,79%.



Já as liberações para investimentos – compra de maquinários e tecnologia – totalizam R$ 494 milhões, volume muito parecido com os do ano passado, R$ 491 milhões, o que representa um incremento de apenas 0,06% entre os dois primeiros semestres de 2009 e 2010.



O maior incremento este ano, em percentual, coube à área de comercialização, com montante liberado de R$ 310 milhões, 108,05% a mais na comparação com os R$ 149 milhões liberados no período de janeiro a junho do ano passado.



Este ano, o PAP (Plano Agrícola e Pecuário) para a safra 2010/2011, disponibilizará R$ 41,80 bilhões para operações de crédito rural na próxima safra em todo o país.

O montante representa acréscimo de 21% em relação ao volume liberado no ano passado, R$ 33,02 bilhões. Entre as principais novidades do PAP 2010/2011 está a ampliação do limite de empréstimo para o produtor de soja, que teve um reajuste de 30%, passando de R$ 500 mil para R$ 650 mil.

De acordo com a Superintendência de Varejo e Governo do Banco do Brasil em Mato Grosso, os recursos estão disponíveis nas 96 agências da instituição no Estado e os produtores podem procurar a gerência para solicitar o crédito.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Só queria que me entendessem sem preconceito! PRECONCEITO
Jovem é expulso de casa ao assumir namoro com mulher trans
Yan e um comparsa renderam mãe e filha na rua CRIMINOSO
Bandido morto pela PM arrancou família de carro e agrediu mulher uma semana antes
O diesel não sofreu reajuste. + ALTA
Gasolina sobe 4% nas refinarias, anuncia Petrobras
O total de mortes causadas por covid-19 chega a 138.108, um acréscimo de 0,6% sobre a soma de segunda Saúde
Covid-19: Brasil tem 33,5 mil novos casos e 836 mortes em 24 horas
HERANÇA PORTUGUESA
A herança portuguesa na vida cotidiana do Brasil
Os beneficiários nascidos em janeiro  3,9 milhões de pessoas  poderão sacar AJUDA FINANCEIRA
Caixa paga nova parcela do auxílio emergencial para 5,6 milhões de pessoas
o maior programa de assistência aos mais pobres no Brasil e talvez um dos maiores do mundo PRESIDENTE NA ONU
Bolsonaro diz que brasileiros receberam mil dólares de auxílio
Imagem: Reprodução/Balanço Geral Londrina FUGA EM MASSA
Presos fogem de cadeia após surto de Covid-19
Material estava dentro de uma bexiga e enrolado com fita isolante PROFUNDEZAS DO CRIME
8 celulares e outros materiais são retirados do ânus de preso
Na Pandemia, filas são imensas na CEF de Fátima do Sul-MS AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa libera hoje saques do auxílio emergencial para mais 3,6 milhões