Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 21 de outubro de 2021
Busca
Brasil

Leishmaniose precoupa autoridades saúde pública em Tacuru

5 Dez 2005 - 14h30
Tacuru registrou cinco casos de leishmaniose nos nove primeiros meses de 2005, três a mais que a média dos anos anteriores registrada no município. Apesar dos casos terem aumentado, a Secretaria Municipal de Saúde afirma que está descartado o risco de uma epidemia da doença no município tendo em vista que os casos foram isolados e em diferentes meses do ano.
A doença em seres humanos em Tacuru surgiu com mais freqüência na região da Fazenda Urtigão, em uma área que faz divisa com a Aldeia Jaguapiré. Naquela região do município foram registrados quatro dos cinco casos detectados pelo setor da Secretaria Municipal de Saúde responsável pelo monitoramento e pelo combate a leishmaniose no município.
No interior da própria aldeia indígena Jaguapiré, um garoto de cinco anos chegou a contrair a doença no mês de março. Ele foi medicado e já está cem por cento recuperado segundo a Secretaria de Saúde do município. “As demais pessoas infectadas pela leishmaniose aqui no município estão recebendo tratamento, tudo por conta do município e a situação está sobre controle”, finalizou o secretário municipal de Saúde, o ex-vereador Airton de Lima Mello.

DOENÇA
A leishmaniose é uma doença infecto contagiosa que pode ser classificada como zoonose porque pode ser transmitida do animal para o homem através das fezes e da urina. A doença também pode chegar até o homem através do mosquito vetor como o mosquito palha, também conhecido como mosquito pólvora ou mosquito cangalhinha que tem hábitos noturnos.
Em fase já avançada a doença é facilmente diagnosticada pela exibição de úlceras cutâneas características. Em alguns casos a doença cutânea assume formas não ulcerosas, chamadas de impetiginoide ou tuberiformes, além de verrugosas e franboesoides, estas últimas assim denominadas pela sua semelhança com a fruta framboesa. Sem o tratamento adequado a doença leva a lesões graves e deformantes, inclusive com perdas irrecuperáveis muitas vezes do nariz e da epiderme do rosto.
Na sua forma visceral, as lesões sendo internas, principalmente no baço, se traduzem por aumento de volume desse órgão (esplenomegalia), além de febre e dor abdominal. Sua evolução leva também a hepatomegalia (aumento de volume do fígado).
 
 
Campo Grande News

Leia Também

VOLTOU A SUBIR
Covid-19: Brasil registra 15.609 casos e 373 mortes em 24 horas
ESTAVA DESAPARECIDO
Corpo de pescador é encontrado dentro de jacaré
LIÇÕES DA BÍBLIA
O principal mandamento
BAIXARAM A GUARDA
Covid-19: Brasil registra 390 mortes e 12,9 mil casos em 24 horas
LIÇÕES DA BÍBLIA
Se me amam, guardarão os Meus mandamentos
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Funtrab está com 655 vagas para indígenas interessados em trabalhar em lavouras de maçã em SC e RS
ALERTA TEMPORAIS
Chance de Tempestades (La Ninã) no final do ano é de 87%, aponta atualização do NOAA
LIÇÕES DA BÍBLIA
Ele nos amou primeiro
AUXILIO EMERGENCIAL
Presidente está de acordo a prorrogação do auxílio emergencial
TRAGICO ACIDENTE
Menino de 9 anos morre enforcado com corda de balanço