Menu
SADER_FULL
quarta, 22 de setembro de 2021
Busca
Brasil

Leia o artigo "Quando a chuva passar", por Rosildo Barcellos

14 Jan 2011 - 18h04Por

Quando a chuva passar
Quando o tempo abrir
Abra a janela e veja eu sou o sol
Eu sou céu e mar
Eu sou céu e fim
E o meu amor é imensidão ...

    A composição de Ramon Cruz, vai além de uma simples canção de amor eternizada nas vozes de Ivete Sangalo e de Paula Fernandes. Ela nos faz pensar nos grandes problemas que nos atacam com cada vez mais voracidade no mês de janeiro e por conseguinte antecipa um alerta para que todos os motoristas tenham cuidado na hora da chuva. A primeira regra é levar o carro para um lugar seguro assim que perceber o começo da tempestade. Se a chuva já estiver em andamento, o jeito é procurar um local mais alto para deixar o veículo até que a situação melhore. Em alagamentos, o limite para trafegar com segurança é quando o nível da água estiver chegando à metade da roda. Mais do que isso, não arrisque. Ligue sempre os faróis, mesmo que seja durante o dia.
    O início da chuva é o momento mais crítico. Seja uma simples garoa, seja um temporal, ela pode surpreender o motorista. A pista, assim que recebe o início da água da chuva, transforma-se em uma espécie de armadilha, graças à perigosa mistura de água, resíduos de óleo, combustível e sujeira. Esta mistura gera um líquido extremamente escorregadio, que compromete em muito a aderência dos pneus ao solo,principalmente nas rodovias.
     Também ocorre o choque térmico. Quando bate nos vidros quentes do carro, a água fria da chuva forma o chamado embaço que é perigoso, pois prejudica a visibilidade do motorista. Mesmo com os pneus e freios em bom estado a frenagem na chuva deve ser suave e progressiva. Assim, quando frear não pressione bruscamente o pedal, mas pise suavemente.
     Acione sem demora  o limpador de pára-brisa e o sistema de ventilação (para desembaçar os vidros). Se for atravessar poças, procure pontos de referência como outros carros e postes. Mantenha a primeira marcha em velocidade constante. Se o carro morrer, empurre-o para um local alto e seco,se possível e não tente dar a partida novamente - se o carro tem seguropode haver uma dificuldade no recebimento justamente por esse "agravamento de risco". Depois de atravessar uma poça grande, ande em velocidade reduzida e pise algumas vezes de leve no freio para secar as lonas traseiras (conforme o caso). Outra questão importante são os pneumáticos...observe se estão em condições. É só observar uma marca TWI ela indica se já esta na hora de trocar; em algumas fábricas essa marca é um pequeno triangulo, que faz um ressalto. abaixo disso é temeroso andar na chuva com esse pneu.
     Um outro grande  perigo nos dias de chuva é o calço hidráulico, que danifica o motor e provoca prejuízos. Ele acontece quando a água passa pelo filtro de ar e chega ao cilindro. Evite o problema conhecendo a altura do coletor de ar em relação ao chão. Depois da chuva, na hora da limpeza, deixe o carro aberto, pegando sol. Para completar a faxina, procure um lava-a-jato e limpe o carro por dentro e por fora. Se for impossível não esperar porque já está na água e se você perceber que o escapamento está submerso (o som muda, fica parecendo som de bolhas; jamais desacelere. Se tiver que parar o veículo pise na embreagem, tire a marcha (coloque em ponto morto) e freie com cuidado (com o pé esquerdo). Tudo isso você deverá fazer o veículo acelerado. Aguarde, sempre acelerando, o volume de água abaixar (o som de bolhas pára e volta o som normal do escapamento volta), a priori,naquele momento, é a única forma de proteger o motor.
     Saia com condições de chuva forte se realmente for necessário, se puder adiar, retardar ou postergar...faça-o.Sabemos que depois da chuva forte é que as preocupações aumentam.Nas áreas de risco, depois que água escoa é o momento de limpar o estrago que a chuva causou e ver o que foi perdido. No dia seguinte ao caos, é fácil também encontrar na cidade oficinas cheias e muito barro nas pistas que ficaram alagadas. O prejuízo para quem passa pelos pontos de alagamentos é alto e a insistência em atravessar a pista tomada pela água pode custar mais caro do que muitos imaginam. Esteja sempre atento aos alertas da Defesa Civil.

Deixe seu Comentário

Leia Também

REVOLTANTE
Criança autista vítima de maus tratos é encontrada comendo fezes de cachorro para sobreviver
HOMICIDIO X SUICÍDIO
Marido mata esposa e tira própria vida; criança de 3 anos pede socorro a vizinho
NEGLIGÊNCIA
Criança de 2 anos ao volante mata prima de 3 anos atropelada
CARROS SEMINOVOS
Como fazer uma boa escolha de veículos seminovos
LUTO NA TV
Ator Luis Gustavo morre aos 87 anos, vítima de câncer
EM DECLINIO
Covid-19: Brasil registra 21,2 milhões de casos e 590,7 mil mortes
TSUNAMI NO BRASIL?
Brasil pode ser atingido por tsunami; entenda
SERPENTE
Rapaz de 18 anos é atacado por jararaca durante pescaria
TRIBUNAL DO CRIME
Traficantes enterram mulher viva para vingar denúncia
TEMPESTADE
Temporal derruba árvore sobre carros e deixa bairros no escuro