Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 24 de junho de 2021
Busca
Brasil

Leia o artigo “Educação, Pais e Escola”, por Claudinei Costa

5 Nov 2009 - 18h05Por Claudinei Costa

Educação, Pais e Escola

 

Por Claudinei Costa *

 

 

Outro dia assistia a uma palestra, que destacava a implementação da defesa da permanência do aluno na escola e o combate às distorções das Leis do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e fiquei entusiasmado com a abordagem do palestrante sobre o assunto e o seu apoio as questões gerenciais de aprendizagem da prática pedagógica. Ainda tenho esperança de que as coisas voltarão aos seus devidos lugares: pais educando seus filhos e escola ensinando os alunos. É de fundamental importância ao combate a violência e a indisciplina nas escolas a correta aplicação do Estatuto da Criança e do Adolescente. Tem-se uma visão equivocada sobre o ECA, que garante direitos a criança e ao adolescente, mas cada direito automaticamente tem um dever.

 

O Promotor de Justiça Sergio Harfouche, mentor desta ação vem realizando palestras sobre o assunto nas escolas públicas com o objetivo de reverter este quadro. Em Ponta Porá (MS), com a implantação deste plano, houve redução dos casos de agressões e ameaças e a evasão escolar caiu 83%. É hora do apoio e engajamento de todos para que se obtenha êxito.

 

A violência na escola (SEJUSP)

 

Agressão verbal de aluno com o professor, 30%;

 

Agressão física entre alunos, 70%;

 

Ameaça de aluno ao professor, 30%;

 

Ameaça entre alunos, 70%;

 

Vandalismo, destruição do patrimônio público, 40%.

 

A situação é crítica e os números alarmantes. Se desejarmos mudar este quadro, a união entre pais, escola e poder público é necessária. Somente assim, cada um assumindo suas responsabilidades a violência nas escolas e até mesmo em casa terá fim.

 

 “É importante ressaltar que a violência escolar não vem desacompanhada de outros fatores. Não é algo que surge e termina dentro da sala de aula. É apenas uma das facetas dos variados tipos de violência que acercam o jovem diariamente: a violência familiar, social, estatal, verbal, física, comportamental, entre tantas outras. O aluno influenciado por tipos de violência em casa ou na rua é meio de transporte para que esta violência adentre as escolas.” Rafael Rocha, professor.

 

"A situação piorou na sociedade em geral, com ações de gangues e grupos armados e disputas entre traficantes que afetam diretamente a escola". Miriam Abramovay, socióloga.

 

 

 

O que a sociedade pensa

 

Os pais, de fato, devem conhecer seus filhos e suas rotinas, e têm o compromisso de procurar identificar quem são seus amigos e na companhia de quem estão quando saem. Ao chegarem em casa, eles devem privilegiar o convívio, escutar com interesse as experiências vividas pela criança e pelo adolescente, bem como estimulá-los a freqüentar a escola e a respeitar o próximo”. Miguel Granato Velascos, promotor de justiça de Goiás,

 

O conflito de autoridade é um dos grandes problemas de qualquer processo que envolva educação, criação e cuidado, mas não é a discordância em si a questão; o problema é um desautorizar o outro na frente da criança, pois essa atitude mostra aos filhos que as diferenças individuais do pai e da mãe sobrepõem-se à tarefa comum entre eles, que é a de lhe transmitir valores, algo que deve ser mais forte que as diferenças”. Christian Dunker, psicanalista.

 

Os pais são pontos de apoio e sustentação do ser humano, têm a preciosa tarefa de cuidar, guiar e transformar a criança imatura e inexperiente em um cidadão maduro, responsável, consciente de seus deveres e direitos”. Sonia das Graças Oliveira Silva, Empresária.

 

O que diz o Estatuto da Criança e do Adolescente

 

O ECA garante a criança e ao adolescente direitos fundamentais inerentes à pessoa humana.

 

Ótimo. Quem tem direitos automaticamente tem deveres. Incluir crianças e adolescentes no mundo do Direito (como sujeitos de Direitos) os transforma em sujeitos de direitos e obrigações (deveres). Essa é a base do Estatuto, cujo art. 6º manda considerar 267 vezes (267 artigos) esses direitos e deveres. É um grave erro dizer que o Estatuto não trata de deveres. Trata, sim: 267 vezes. O que o ECA prioriza é transformar a criança e o adolescente em cidadão, o que implica em direitos e deveres.

 

 

A função dos pais

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

assis (2) VEJA VÍDEO
Antes de morrer, vítima gravou áudio relatando que esposa e dois homens teriam realizado crime
CRIME PASSIONAL
Contadora é morta pelo ex-marido, que comete suicídio em seguida
100 PERDÃO
Mulher trai marido, não é perdoada e coloca fogo no próprio corpo como forma de se punir
TRAGÉDIA NO CAMPO
Pulverizador passa por cima da cabeça de agrônoma em fazenda
COPA AMÉRICA
Brasil leva gol antológico, mas vira sobre a Colômbia e se classifica em 1º lugar
APOSTAS NO BRASIL
É legal apostar em esportes no Brasil?
CRIME BRUTAL
Mulher é encontrada morta com rosas, uma aliança nas mãos e frase cruel escrita na testa
TRAGEDIA
Casal é encontrado morto no banheiro com o chuveiro ligado
VEJA VÍDEO
Servidora não deixa lençol sujar com sangue de bandido e viraliza na internet
LUTO NA TV
Apresentador do Balanço Geral morre vítima da covid