Menu
SADER_FULL
domingo, 27 de setembro de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Leia o artigo A “língua boa”, por Filipe Gattino

12 Jul 2010 - 18h00Por Filipe Gattino Nogueira

A “LÍNGUA BOA”

 

 

Algo que me intriga profundamente quando leio sobre o início da colonização no Brasil é a forma de comunicação estabelecida entre os primeiros portugueses e os nativos que aqui viviam. Na maioria dos livros didáticos de História este tema passa batido ou é tratado de maneira muito superficial.

 

 

Levou muitos anos para que portugueses e nativos pudessem estabelecer uma comunicação satisfatória e para isso uma “língua alternativa” foi criada.

 

 

José de Anchieta, o missionário jesuíta que chegou ao Brasil em 1553, foi responsável por escrever a gramática e o vocabulário de um novo idioma, no qual, portugueses e nativos eram capazes de compreender. Posteriormente, os jesuítas disseminaram o nheengatu, também chamada de “língua geral brasílica”, ou “língua boa”, do sul do país ao Amazonas.

 

 

A necessidade de uma uniformização lingüística surgiu devido à grande diversidade de línguas faladas entre os indígenas. Essa diversidade se apresentava mesmo em pequenos deslocamentos de poucos quilômetros território adentro. Alguns estudiosos asseguram que existiam mais de 800 línguas diferentes quando os portugueses aqui aportaram.

 

 

Pode-se dizer que os portugueses que aqui chegaram também sofreram um processo de aculturação. Do ponto de vista da comunicação, em alguma medida eles foram colonizados, acrescentando ao seu vocabulário palavras da “língua boa”.

 

 

Essa profunda integração com o povo nativo do Brasil levou os jesuítas ao bilingüismo. Quando foram expulsos do Brasil em 1757, seguiu-se a proibição do uso do nheengatu e a obrigatoriedade do português como língua oficial. No entanto, a “língua boa” deixou uma pequena mostra no nosso vocabulário moderno como as palavras, bichano, choupana, jacaré, mingau, peteca, toró e muitas outras.

 

 

 

         Filipe Gattino Nogueira

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Motorista registrou a travessia de uma jiboia na avenida Ayrton Senna, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. FORA DO HABITAT
VÍDEO: motorista flagra jiboia cruzando pista de avenida no RJ: 'olha isso'
Só queria que me entendessem sem preconceito! PRECONCEITO
Jovem é expulso de casa ao assumir namoro com mulher trans
Yan e um comparsa renderam mãe e filha na rua CRIMINOSO
Bandido morto pela PM arrancou família de carro e agrediu mulher uma semana antes
O diesel não sofreu reajuste. + ALTA
Gasolina sobe 4% nas refinarias, anuncia Petrobras
O total de mortes causadas por covid-19 chega a 138.108, um acréscimo de 0,6% sobre a soma de segunda Saúde
Covid-19: Brasil tem 33,5 mil novos casos e 836 mortes em 24 horas
HERANÇA PORTUGUESA
A herança portuguesa na vida cotidiana do Brasil
Os beneficiários nascidos em janeiro  3,9 milhões de pessoas  poderão sacar AJUDA FINANCEIRA
Caixa paga nova parcela do auxílio emergencial para 5,6 milhões de pessoas
o maior programa de assistência aos mais pobres no Brasil e talvez um dos maiores do mundo PRESIDENTE NA ONU
Bolsonaro diz que brasileiros receberam mil dólares de auxílio
Imagem: Reprodução/Balanço Geral Londrina FUGA EM MASSA
Presos fogem de cadeia após surto de Covid-19
Material estava dentro de uma bexiga e enrolado com fita isolante PROFUNDEZAS DO CRIME
8 celulares e outros materiais são retirados do ânus de preso