Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 19 de setembro de 2021
Busca
Brasil

Leia a coluna “Fim de farra pessoal!”, por A. J. Rettenmaier

17 Fev 2010 - 18h15Por A. J. Rettenmaier

 

Fim de farra pessoal!

 

E será que finalmente vamos começar a trabalhar? É certo que ainda tem muita gente curando a ressaca, curtindo os efeitos da vitória ou da derrota depois de um ano inteiro de trabalho, prá tudo se acabar na quarta feira.

 

É claro também que tem muita gente ainda revirando tiras de serpentina e restos de confetes espalhados pelos salões e avenidas, na tentativa de achar a colombina ou o pierrô que desapareceu nos primeiros raios do sol. E como não ficar com a ilusão de que talvez seja possível achar no meio da solidão do fim da festa?

 

Será que é por isso que é tão difícil começar a trabalhar? Nas festas de réveillon, já nos apareceram na praia, nas ruas, nos salões de festas. E no Carnaval voltaram mais fortes e provocantes do que nunca. Mas... Como em todos os anos, como que por encanto mais uma vez desapareceram.

 

Mas como é difícil aceitar que as luzes se apagaram, as fantasias não têm mais as cores que mostravam até a noite anterior, as máscaras foram guardadas sem que víssemos quem estava por detrás delas, as ilusões se desfizeram no ar, e o sol... Este voltou com tudo para dizer que, o show acabou... A alegria dos quatro dias se foi... Que a realidade voltou...

 

Mas não custa nada acreditar que no ano que vem novas serpentinas, novos confetes e novas ilusões recomecem nosso Carnaval.

 

Se tudo na vida se renova, a folia e a ilusão, também! Retomam vida, forma e cor, rostos e corpos no sábado! Mas para tudo, acabar de novo, na quarta-feira! De cinzas, claro. Porque todas as ilusões e os sonhos com elas vindos, neste dia, viram cinzas, tudo acabado e nada mais.

 

Por isso, fim de farra pessoal! É hora da real! Real realidade, sem Rei Momo nem Rainhas, sem Colombinas ou Pierrôs. Aqui tem a chave do meu barracão, pode voltar quando quiser... As panelas estão precisando... Das mãos de uma mulher!

 

Por que... Tudo se acabou na quarta-feira.

 

Antonio Jorge Rettenmaier, Escritor, Cronista e Palestrante é membro da AGEI, Associação Gaúcha dos Escritores Independentes. Esta coluna está em setenta jornais impressos e eletrônicos do Brasil e Exterior.

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

TSUNAMI NO BRASIL?
Brasil pode ser atingido por tsunami; entenda
SERPENTE
Rapaz de 18 anos é atacado por jararaca durante pescaria
TRIBUNAL DO CRIME
Traficantes enterram mulher viva para vingar denúncia
TEMPESTADE
Temporal derruba árvore sobre carros e deixa bairros no escuro
VOLTOU A SUBIR
Covid-19: ministério registra 34,4 mil casos e 643 mortes em 24 horas
COMOÇÃO E REVOLTA
Menina de 5 anos é morta com tiro na cabeça enquanto caminhava para comprar lanche
CEF de Fátima do Sul OPORTUNIDADE
Caixa abre concurso com salários de mais de R$ 3 mil; confira
QUASE 600 MIL MORTES
Covid-19: mortes sobem para 588,5 mil e casos, para 21,03 milhões
LIÇÕES DA BÍBLIA
Uma rua de mão dupla
LATROCINIO
Dupla invade casa, tranca mulher e crianças em quarto e mata homem degolado