Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 31 de outubro de 2020
SADER_FULL
Busca
SITIOCA ALVORADA
Brasil

Lei irá compensar a emissão de gás carbônico no Estado

27 Mai 2010 - 15h51Por Conjuntura Online

O projeto de lei 182/09, de autoria do deputado Marquinhos Trad (PMDB) foi aprovado com emendas e vai à redação final. A lei obriga as concessionárias de veículos e maquinaria motorizadas e as agências de revendas de usados, estabelecidas em Mato Grosso do Sul, a plantarem uma árvore a cada veículo negociado.

O objetivo da proposta é compensar a emissão de gás carbônico (CO2) emitida por meio dos veículos. As árvores devem ser plantadas em áreas de preservação ambiental protegidas pelo Governo do Estado, como parques estaduais, reservas biológicas, estações ecológicas, áreas de relevante interesse ecológico entre outras áreas.

O descumprimento do dispositivo da lei sujeitará a concessionária infratora ao pagamento de multa no valor de 2.000 (duas mil) Uferms, e paga em dobro no caso de reincidência.

A lei prevê ainda, que os valores arrecadados da multa, serão revertidos ao Insituto do Meio Ambiente do Estado e aplicados na preservação do meio ambiente sul-mato-grossense.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TENTATIVA DE ESTUPRO
Vídeo mostra empresário assediando jovem na entrevista de emprego
PANE EM AVIÃO
'Sobrevivemos só com a água chuva', diz cantor de MT que ficou 24 dias na mata
PANDEMIA AINDA NÃO ACABOU
Pandemia avança e MS registra 555 novos casos de Coronavírus em apenas 24h
INCÓGNITA
Governo ainda não definiu como será o 13º de quem teve corte salarial
ANTICORPOS
Bebê nasce com anticorpos contra covid-19
Vítima contou violência sexual para a tia ESTUPRO DE VULNERÁVEL
Idoso é denunciado por estuprar filha de amigos e a enteada
FENÔMENO DA NATUREZA
Evento raro: Lua Azul poderá ser vista no Dia das Bruxas
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa deposita auxílio emergencial nesta 5ª feira para nascidos em novembro
FOI MAL
Bolsonaro recua e revoga decreto que facilita privatização dos postos do SUS
90% RECUPERADOS
Brasil tem 158,4 mil mortes por covid-19 desde início da pandemia