Menu
BANNER IMPRESSORAS
segunda, 8 de agosto de 2022
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
Brasil

Ladrões agridem, amarram vigia e tentam roubar caixa-eletrônico

26 Jul 2010 - 16h50Por Mídia Max

O vigia Ivo José de Oliveira , de 73 anos, foi roubado e agredido na madrugada de hoje, às 2h, em um posto de combustível, no Conjunto Aero Rancho, em Campo Grande. Ladrões encapuzados tentaram remover e roubar um caixa-eletrônico da região.

Segundo informações do boletim de ocorrência, dois homens chegaram em uma caminhonete antiga no posto Aero Rancho. O vigia foi atendê-los e um dos ladrões pediu água para o carro.

O vigia disse que o posto estava fechado, mas que poderia fornecer a água. Quando estava realizando o pedido, um outro ladrão armado chegou e deu um golpe de revólver no vigia. Ivo foi amarrado pelos ladrões e ficou trancado em um banheiro.

Após isso, com tábuas e cordas, os ladrões tentaram remover e levar um caixa-eletrônico do Banco Brasil, que fica em um terminal localizado próximo ao posto.

Os ladrões chegaram a remover o caixa, porém não conseguiram levar o caixa na caminhonete. Depois de 40 minutos, os ladrões foram embora com a mochila de Ivo. O vigia foi libertado às 4h por funcionários de uma empresa da região.

Leia Também

COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil registra 261 óbitos e 40,4 mil casos em 24 horas
LENDA DO HUMORISMO
Jô Soares morre em São Paulo aos 84 anos
A CONTA GOTAS
Petrobras anuncia corte de R$ 0,20 no preço do diesel
100 PERÍCIA
Senado aprova regras que podem dispensar perícia médica do INSS
CAIXA PARA ELAS
Caixa anuncia programa voltado para o público feminino
COVID NO BRASIL
Brasil registra 265 novas mortes por Covid nas últimas 24 horas
CONFUSÃO DE TORCIDAS
Briga entre torcida do Flamengo e Corinthians deixa feridos em Campo Grande; veja vídeos
PREOCUPANTE
Covid-19: Brasil registra 295 óbitos e 34,4 mil casos em 24 horas
SOB INVESTIGAÇÃO
Brasileiro e estudante de medicina é encontrado morto em carro na fronteira
MILAGRE DA MEDICINA
Siameses brasileiros unidos pelo crânio são separados após 9 cirurgias