Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
domingo, 11 de abril de 2021
Busca
Brasil

Kemp rebate críticas aos investimentos do Governo em saúde

10 Ago 2004 - 13h27
Para o deputado estadual Pedro Kemp repasse do Governo Zeca à saúde é o maior da história do Mato Grosso do Sul

O deputado estadual Pedro Kemp, líder da bancada petista na Assembléia Legislativa de MS, fez hoje pronunciamente incisivo em defesa do governo Zeca do PT e de sua gestão na área da saúde. Com dados apresentados na edição de ontem do O Estado de S. Paulo, Kemp pôde afirmar que o repasse do estado de Mato Grosso do Sul está acima da média de todos os estados da união; em 9,5% quando a média nacional foi de 8,55%. Conforme ele mesmo afirmou, observar a situação caótica da saúde e os “discursos fáceis” da oposição contra o governo do estado foram os principais motivos para o pronunciamento que causou forte irritação aos deputados do PSDB e PMDB.

“O Governo Zeca conseguiu elevar os recursos destinados à saúde que em gestões anteriores eram em torno de 1% para aproximadamente 10%. E de acordo com a reportagem do Estadão, Mato Grosso do Sul aplicou em 2003, 9, 5% de sua receita”, afirmou o líder do PT, “o próprio salto da receita do Estado no primeiro mês de administração do governador Zeca mostra um aumento de recursos para a área da saúde nunca visto na história de Mato Grosso do Sul”.

Kemp não deixou de frisar o desempenho das administrações do PSDB e do PMDB também apresentadas nas matérias de ontem. “Aconselho que aqueles que tem acusado o Governador pelo caos na saúde que observem o que o seus partidos tem feito nos estados em que administram”, disse se referindo as percentagens de aplicação dos recursos em saúde do Rio Grande do Sul (PMDB), Rio de Janeiro (PMDB) e Minas Gerais (PMDB), com índices respectivamente de 6,42% ; 5,5% e de 6% de aplicação.

Para o deputado o projeto de descentralização e regionalização do serviço de saúde que vem sendo implementado pelo governador é um exemplo a ser seguido pela Capital do Estado que “tem se omitido da responsabilidade pelo atendimento emergencial de responsabilidade do Município deixando que os grandes hospitais como a Santa Casa e o HU recebam um grande afluxo de doentes ”.

Assessoria de Imprensa / AL

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVO CÓDIGO DE TRANSITO
Novo Código de Trânsito entra em vigor na segunda-feira; veja mudanças
LOCKDOWN É A SOLUÇÃO?
Araraquara X Bauru: dois retratos do Brasil com e sem lockdown contra a covid-19
AGRICULTURA SUSTENTAVEL NO MUNDO
II Congresso Mundial de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta deve receber 1 mil inscrições
MORTANDADE
Brasil bate marca de 4 mil mortes por Covid registradas em um dia pela 1ª vez
COPA LIBERTADORES
Santos vence o San Lorenzo na Argentina e abre vantagem por vaga nos grupos da Libertadores
FATALIDADE
Técnico de informática morre após levar choque a partir de fone de ouvido
CANALHA
Pai comete estupro e diz que filha precisa saber "como é ter um homem"
SOB INVESTIGAÇÃO
Cantor gospel e pastor é encontrado morto e amarrado em árvore
CONTAMINAÇÃO
Igrejas superam mercado e consultório médico em risco de transmissão de Covid-19, aponta estudo
CRISE NA PANDEMIA
Número de brasileiros que vivem na pobreza quase triplicou em seis meses, diz FGV