Menu
BANNER IMPRESSORAS
segunda, 8 de agosto de 2022
BANNER IMPRESSORAS
Busca
Brasil

Kaká afirma que Real Madrid sabia de suas dores no joelho

7 Ago 2010 - 08h10Por Terra

O astro brasileiro Kaká, do Real Madri, baixa no time por três a quatro meses, depois da cirurgia no joelho, admitiu em entrevista publicada neste sábado pelo jornal As que seus problemas vinham de antes do Mundial e que o clube sabia disso.

"O joelho me incomodava há muito tempo. Mas não tinha ideia de que era tão importante. Fui o primeiro a ser surpreendido", disse o ex-jogador do Milan ao jornal espanhol.

Kaká explicou que sentia o joelho "bem antes do Mundial" e que deixou isso sempre "claro no Madrid", onde pensavam que se tratava de "um problema muscular" leve, ligado ao tratamento de uma pubalgia - o termo "pub" refere-se ao Púbis, um dos ossos da bacia, e "algia" significa dor. A dor originada no púbis tem diversas causas e uma delas é o treinamento intenso que provoca pequenos traumatismos no local, resultando em inflamação e dor. Esse processo de lesão pode acometer o osso, ligamentos e cartilagem e conseqüentemente os músculos desta região: os abdominais e adutores (parte interna da coxa). A dor no local (púbis) ou nas proximidades é o principal sintoma.

"Algumas vezes me incomodava e para mim era algo normal. Pensei fazer exames ao retornar (do Mundial) e quando soubemos do que era reunimo-nos todos, pensando que o melhor era a cirurgia.

O Bola de Ouro e FIFA World Player de 2007 foi operado do joelho esquerdo pelo cirurgião Marc Martens no hospital AZ Monica, no campus de Eeuwfeest de Antuérpia (Bélgica), anunciou o Real Madrid na quinta-feira em seu site oficial.

Depois da intervenção, Kaká disse ao As que seus planos eram "trabalhar muito duro" na Espanha "para retornar ao time o mais cedo possível", pedindo aos torcedores que não o levem a mal e que acreditem em seu compromisso com o clube e em seu desejo de vitória.

"Para mim é um pesadelo ficar quatro meses sem jogar. Estou desolado e esperando que Deus queira logo que chegue o momento de voltar a ser o Kaká contratado pelo Madrid".

O brasileiro chegou à capital espanhola há um ano, numa transação de 65 milhões de euros com o Milan, como parte da 'renovação galática' do então presidente Florentino Pérez.

Na campanha 2009-2010, o jogador teve problemas físicos e não conseguiu brilhar como o esperado, encerrando a temporada com atuação discreta, já na seleção brasileira, no Mundial-2010, despedindo-se nas quartas de final, no jogo contra a Holanda.

Seu novo técnico, o português José Mourinho, afirmou que "o importante é que já fez a cirurgia, já não há dúvidas sobre sua situação e sua recuperação. Além disso, como líder de um grupo não posso perder tempo lamentando por causa de um jogador. Tenho outros com quem contar", afirmou na sexta-feira em entrevista à imprensa em Los Angeles (Estados Unidos).

"Por filosofia não gosto de ter dúvidas nem de chorar. Por exemplo, não duvido da qualidade de nosso departamento médico. Não falarei mais de Kaká durante o tempo em que ficar de fora", disse.

Leia Também

COVID NO BRASIL
Covid-19: Brasil registra 261 óbitos e 40,4 mil casos em 24 horas
LENDA DO HUMORISMO
Jô Soares morre em São Paulo aos 84 anos
A CONTA GOTAS
Petrobras anuncia corte de R$ 0,20 no preço do diesel
100 PERÍCIA
Senado aprova regras que podem dispensar perícia médica do INSS
CAIXA PARA ELAS
Caixa anuncia programa voltado para o público feminino
COVID NO BRASIL
Brasil registra 265 novas mortes por Covid nas últimas 24 horas
CONFUSÃO DE TORCIDAS
Briga entre torcida do Flamengo e Corinthians deixa feridos em Campo Grande; veja vídeos
PREOCUPANTE
Covid-19: Brasil registra 295 óbitos e 34,4 mil casos em 24 horas
SOB INVESTIGAÇÃO
Brasileiro e estudante de medicina é encontrado morto em carro na fronteira
MILAGRE DA MEDICINA
Siameses brasileiros unidos pelo crânio são separados após 9 cirurgias