Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sábado, 16 de outubro de 2021
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
Brasil

Justiça manda apreender panfletos apócrifos contra Grandão

5 Ago 2006 - 08h48

O juiz eleitoral Paulo Cinoti mandou ontem a Polícia Federal procurar e apreender, com supostos cabos eleitorais em Dourados (MS), panfletos apócrifos com o título "João Grandão, companheiro de Delcídio do PT, chefiava a quadrilha dos sanguessugas". Na quarta-feira passada, Dourados amanheceu tomada pelos panfletos, principalmente na região do Jardim Flórida, com supostas denúncias contra o deputado federal candidato à reeleição.

Os panfletos reproduzem uma série de reportagens divulgadas pela mídia nacional como a revista VEJA, O GLOBO, entre outras, que acusam o parlamentar de envolvimento com a máfia das ambulâncias. Outro panfleto reproduz trecho da entrevista do candidato a governador Delcídio do Amaral (PT) ao Midiamax em que ele demonstra solidariedade ao deputado. “Primeiro precisa esclarecer a questão, como disse o presidente da CPI, o fato de existir uma nominata não quer dizer que as pessoas são culpadas. O João Grandão é um deputado que tem um desempenho destacado e reconhecido na Câmara. Então não está correto se afirmar que ele está envolvido com as sanguessugas sem provas", diz.

A decisão da Justiça atende ao pedido do senador Delcídio Amaral, candidato a governador de Mato Grosso de Sul pelo PT. Ele responsabiliza pela distribuição dos panfletos o seu principal adversário, o candidato a governador André Puccinelli (PMDB). Os panfletos, segundo o senador, circulam desde a noite de quarta-feira em Dourados, segunda maior cidade do Estado e reduto eleitoral do deputado João Grandão que foi acusado pelo empresário Luiz Antonio Vedoin, acusado de liderar a máfia das sanguessugas, de receber propina no esquema de venda de ambulâncias.

O juiz mandou ainda que as apreensões eventualmente feitas sejam encaminhadas ao Ministério Público para apuração. Do tamanho de uma folha A4, o panfleto traz em destaque a foto de Grandão. No canto inferior esquerdo, há uma montagem com as fotos dos rostos de Delcídio e Grandão ligadas, na altura da boca, ao desenho de uma bolsa de transfusão de sangue. Sobre a foto do senador aparece um balão com o seguinte texto: "É, Grandão, o sangue é doce, mas está acabando". "Forraram a cidade com esses panfletos. Foram vistos alguns carros da coligação de Puccinelli distribuindo", afirmou Valeriano Fontoura, advogado de Delcídio. Puccinelli respondeu, via assessoria de imprensa, que desconhece a circulação de panfletos e não usa esses métodos na campanha.

 

 

Mídia Max

Leia Também

LIÇÕES DA BÍBLIA
Ame o Senhor, seu Deus
BRASIL VERDE
Governadores avançam na criação de consórcio em defesa do desenvolvimento sustentável
LIÇÕES DA BÍBLIA
Estudo adicional
LIÇÕES DA BÍBLIA
Outras imagens
LIÇÕES DA BÍBLIA
Seu povo especial
REVOLTANTE
Vanessa, de 18 anos, é atropelada e morre após reagir a assédio
LIÇÕES DA BÍBLIA
O livro da aliança
PAVOROSO
Acumulador de lixo transforma rua de cidade modelo em paraíso das ratazanas
JOGOS MORTAIS
Escola envia carta aos pais alertando sobre a série 'round 6'
NAUFRÁGIO
Barco naufraga e duas pessoas desaparecem; buscas continuam nesta segunda (11)