Menu
SADER_FULL
domingo, 5 de julho de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Justiça Federal de MS tem o pior desempenho do País

17 Ago 2004 - 13h47

O desempenho da Justiça Federal em Mato Grosso do Sul é o pior do País, de acordo com os dados do primeiro diagnóstico geral do Poder Judiciário brasileiro, divulgado pelo Ministério da Justiça. A média nacional de processo julgado em relação aos distribuídos é de 57% e o índice estadual não chega nem à metade disso, ficando em apenas 22%. Apenas três Estados julgaram mais do que dois terços dos processos distribuídos na primeira instância da Justiça Federal. Os Estados com pior desempenho foram Mato Grosso do Sul, Maranhão, Sergipe e Amapá, todos com índices inferiores a 30%.

O dado é mais preocupante para os sul-mato-grossenses visto que o índice litigioso, relação de processos por habitantes está entre os menores, é o sétimo. Mato Grosso do Sul nem na Justiça Federal de primeira instância 1 processo pra cada grupo de 97,22 habitantes em 2003. São cerca de 22.317 processos para uma população estimada em 2.169.688 pessoas. O estado que tem mais processos é Santa Catarina, com cerca de 134.627 processos, um para cada grupo de 41,65 de seus 5.607.233.

A segunda unidade da Federação com maior índice litigioso é o Distrito Federal, com aproximadamente 45.677 processos, um para cada grupo de 47,94 de seus 2.189.789 habitantes. Seguido pelo Rio Grande do Sul, que registra mais de 218,7 mil processos, um para cada grupo de 48,06 de seus 10.510.992 habitantes. O Estado de menor índice litigioso é o Tocantins, com 2.879 processos, um para cada grupo de 427,29 de seus 1.230.181 habitantes.

O desempenho de 22% de julgamento em relação aos 22.316 processos distribuídos na Justiça Federal de primeira instância no Mato Grosso do Sul é simplesmente o pior do país, ficando muito atrás dos primeiros colocados. Paraná, que teve o melhor resultado, julgou 94% dos 173.491 processos distribuídos em 2003. Seguido por Santa Catarina, que julgou 91% dos 134.620 processos distribuídos; e Rio Grande do Sul, que julgou 74% dos 218.664 processos distribuídos.

A média nacional de processos julgados em relação aos entrados na primeira instância da Justiça comum é de 68%, saltando para 80% na segunda instância. Já na Justiça do Trabalho, o desempenho é ainda mais destacadamente superior ao da Justiça Federal. A média nacional na primeira instância na Justiça trabalhista em julgamentos é de 96%, subindo para 97% na segunda instância.

 

 

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

ELEIÇÃO MUNICIPAL 2020
Campanha eleitoral de 2020 deve ser proibido comícios e aglomerações
MORTES POR COVI-19
Mãe e filha morrem vítimas da Covid-19 em intervalo de três dias
PREVENÇÃO COVID 19
Giovanna Antonelli viraliza ao mostrar truque para evitar contaminação
FEMINICÍDIO
Marido é preso após matar mulher asfixiada e na fuga causa acidente de carro e deixa 08 feridos
BORA PRA BONITO - MS - REABERTO
Hotel Águas de Bonito reabre com segurança e estrutura proporcionada para o aconchego em Bonito (MS)
BRASIL - 62.045 MORTES
Brasil passa de 62 mil mortes pelo novo coronavírus
COISA MEDONHA
Homem quebra túmulo e é visto dançando com o corpo da avó
OPORTUNIDADE DE EMPREGO
Exército abre seleção com vagas temporárias para MS e salários de até R$ 7,5 mil
FÁTIMA DO SUL - NOSSOS ANJOS DA GUARDA
Guerreiros de Fátima do Sul fazem semana de prevenção contra incêndio, hoje é dia do BOMBEIRO
BRASIL 60 MIL MORTES
Brasil tem 1.456.969 casos de Covid-19, aponta consórcio de veículos da imprensa em boletim das 8h