Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quarta, 21 de abril de 2021
Busca
Brasil

Justiça Federal de MS tem o pior desempenho do País

17 Ago 2004 - 13h47

O desempenho da Justiça Federal em Mato Grosso do Sul é o pior do País, de acordo com os dados do primeiro diagnóstico geral do Poder Judiciário brasileiro, divulgado pelo Ministério da Justiça. A média nacional de processo julgado em relação aos distribuídos é de 57% e o índice estadual não chega nem à metade disso, ficando em apenas 22%. Apenas três Estados julgaram mais do que dois terços dos processos distribuídos na primeira instância da Justiça Federal. Os Estados com pior desempenho foram Mato Grosso do Sul, Maranhão, Sergipe e Amapá, todos com índices inferiores a 30%.

O dado é mais preocupante para os sul-mato-grossenses visto que o índice litigioso, relação de processos por habitantes está entre os menores, é o sétimo. Mato Grosso do Sul nem na Justiça Federal de primeira instância 1 processo pra cada grupo de 97,22 habitantes em 2003. São cerca de 22.317 processos para uma população estimada em 2.169.688 pessoas. O estado que tem mais processos é Santa Catarina, com cerca de 134.627 processos, um para cada grupo de 41,65 de seus 5.607.233.

A segunda unidade da Federação com maior índice litigioso é o Distrito Federal, com aproximadamente 45.677 processos, um para cada grupo de 47,94 de seus 2.189.789 habitantes. Seguido pelo Rio Grande do Sul, que registra mais de 218,7 mil processos, um para cada grupo de 48,06 de seus 10.510.992 habitantes. O Estado de menor índice litigioso é o Tocantins, com 2.879 processos, um para cada grupo de 427,29 de seus 1.230.181 habitantes.

O desempenho de 22% de julgamento em relação aos 22.316 processos distribuídos na Justiça Federal de primeira instância no Mato Grosso do Sul é simplesmente o pior do país, ficando muito atrás dos primeiros colocados. Paraná, que teve o melhor resultado, julgou 94% dos 173.491 processos distribuídos em 2003. Seguido por Santa Catarina, que julgou 91% dos 134.620 processos distribuídos; e Rio Grande do Sul, que julgou 74% dos 218.664 processos distribuídos.

A média nacional de processos julgados em relação aos entrados na primeira instância da Justiça comum é de 68%, saltando para 80% na segunda instância. Já na Justiça do Trabalho, o desempenho é ainda mais destacadamente superior ao da Justiça Federal. A média nacional na primeira instância na Justiça trabalhista em julgamentos é de 96%, subindo para 97% na segunda instância.

 

 

 

Mídia Max

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRUTALIDADE
Adolescente queimado por negar sexo com homens morre em hospital
VACINA RUSSA
Governador diz que consórcio vai adquirir 28 milhões da vacina Sputnik V
LUTO NA SAÚDE
Dias após perder os pais, médica de 36 anos morre de Covid-19
VITIMA DA COVID 19
Vídeo: enfermeiro que receitava cloroquina se passando por médico morre de Covid-19
OS AMORES DO REI
Roberto Carlos teve três casamentos, paixões secretas e perdas em seus 80 anos
JUVENTUDE EM ALERTA
Covid: Variante acelera intubação de jovens e SP orienta procurar ajuda no 1º dia de sintomas
ATAQUE CANINO
Pit bull mata criança de 2 anos e deixa o irmão dela ferido
VIDEO CAPIVARA NA IGREJA
Capivara invade igreja: 'acho que ela veio rezar conosco', brinca Padre
BEBEDEIRA
Idoso conhece mulher, leva para casa é atacado a facadas
ROUBO DE CARGA
Três mil pessoas roubam carga de carne após carreta tombar e provocam novo acidente