Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 26 de janeiro de 2021
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
Brasil

Justiça fará mutirão para solucionar 200 mil casos do SFH

1 Abr 2011 - 08h54Por Agência Brasil

As mudanças no vestibular da Universidade de São Paulo (USP), anunciadas hoje (31) pelo Conselho de Graduação da entidade, poderão ser revistas até o final de abril, data máxima para que as alterações tenham efeito no próximo certame que será feito em duas etapas, no final de 2011 e começo de 2012.

O conselho reuniu-se hoje para debater sete propostas de alteração no vestibular. Apenas duas foram aprovadas: a alteração no sistema de pontuação dos candidatos que estudaram em escolas públicas, e a necessidade da comprovação, por parte do candidato, de conclusão do ensino médio. Candidatos que ainda não concluíram o ensino médio poderão prestar o vestibular, mas exclusivamente para treino.

Cinco propostas não aprovadas hoje, como a alteração na nota mínima para o candidato passar à segunda fase do vestibular, voltarão a ser debatidas nas próximas reuniões do conselho.

De acordo com a pró-reitora de graduação, Telma Zorn, eventuais mudanças nas próximas reuniões poderão afetar os itens aprovados hoje.

Segundo decisão do conselho, no próximo vestibular, os alunos que cursaram os ensinos médio e fundamental em escolas públicas terão a nota da prova aumentada em, no mínimo, 3% se atingirem a nota mínima exigida para passar para segunda fase do certame. Esse bônus poderá chegar a 15% se o candidato acertar 60 das 90 questões da prova. O bônus será computado também na segunda fase do vestibular. O bônus estava limitado a 12%.

Para os candidatos que cursaram apenas o ensino médio em escolas públicas, o bônus será de, no mínimo, 4% (se atingirem a nota mínima para passar para a segunda fase), podendo chegar a 8%, em caso de acerto de dois terços da prova (60 questões).

De acordo com a pró-reitora, as mudanças servirão para aumentar o número de estudantes de escolas públicas na universidade. Hoje, dos 11 mil alunos da universidade, 25% são oriundos do ensino público.

Como já ocorreu nos último dois anos, a USP não vai usar a nota do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) na composição da pontuação de seu vestibular.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GANGUE DO TIJOLO
Menores entre 13 e 17 anos formam bando e fazem 'arrastão'; veja vídeo
LUZ DO DIA
Empresário é executado com três tiros dentro de carro
SELFIE DA MORTE
Professora tenta tirar selfie e morre afogada ao cair no mar
tratamento precoce prefeito curitiba 100 TRATAMENTO
"Estão no Cemitério", diz prefeito de Curitiba sobre pessoas que usaram tratamento precoce Covid-19
A CASA CAIU
Mulher invade casa e flagra namorado fazendo sexo com outra; veja vídeo
LINHA DE FRENTE
'Ele lutou até o final', diz irmã de médico de 28 anos, após quase um mês morreu de Covid-19
SEU BOLSO
Litro da gasolina sobe R$ 0,15 nas refinarias da Petrobras
ESTUPRO DE VULNERÁVEL
Na calada da noite, namorado da avó estupra criança de 12 anos e é espancado por vizinhos
CONCURSO PÚBLICO
Concurso da Aeronáutica somam com as 21 mil vagas em outros concursos que a semana oferece
DEU RUIM
Jovem é atingido por raio enquanto usava celular no banheiro