Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
terça, 26 de janeiro de 2021
Busca
Brasil

Justiça Eleitoral cancela 22,4 mil títulos por ausências às urnas em Mato Grosso do Sul

7 Mai 2011 - 10h44Por Dourados Agora

Em Mato Grosso do Sul, 22.480 títulos foram cancelados devido os eleitores não terem votado e nem justificado a ausência nas três últimas eleições, conforme levantamento divulgado ontem (6) pelo Tribunal Superior Eleitoral cancelou. O Estado possuía 1.702.511 eleitores na eleição passada.

De acordo com o TSE, a atualização cadastral ocorre sempre no ano posterior às eleições. Após os dois turnos das Eleições 2010, o número de títulos passíveis de cancelamento em Mato Grosso do Sul era de um pouco mais de 23,6 mil. No entanto, apenas 1.070 eleitores sul-mato-grossenses regularizaram a situação com a Justiça Eleitoral.

Em todo o Brasil, a Justiça Eleitoral cancelou 1.395.334 títulos para um eleitorado de 135.804.433 pessoas na época. O TSE informa que se um eleitor deixou de votar no primeiro e no segundo turno de uma mesma eleição, são contadas duas eleições para efeito de cancelamento do título eleitoral. Além disso, podem ser contadas faltas às eleições municipais, eleições suplementares, plebiscitos e referendos.

Os dados mostram ainda que em 2009 foram cancelados 8.705 títulos de eleitores faltosos, em 2007 foram 30.240, em 2006 totalizaram 4.131, em 2005 (16.620 títulos) e em 2005 (16.620 títulos).

Consequências

Os eleitores que tiveram o título cancelado poderão ser impedidos de obter passaporte ou carteira de identidade, receber salários de função ou emprego público e obter certos tipos de empréstimos e inscrição. A irregularidade pode gerar dificuldades para investidura e nomeação em concurso público, renovação de matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo e obtenção de certidão de quitação eleitoral ou qualquer documento perante repartições diplomáticas a que estiver subordinado.

O que fazer

Segundo o TSE, o cidadão que teve o título cancelado deve comparecer a um cartório eleitoral, apresentar um documento de identificação, um comprovante de residência e preencher o Requerimento de Alistamento Eleitoral (RAE). Além de pagar multa para obter novamente o direito ao voto.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SONHOS INTERROMPIDOS
Pais perdem filho de 7 anos em tragédia na BR-376: "Passaram o dia montando a casa para receber ele"
AUXILIO POPULAÇÃO
Governo federal aprova auxílio emergencial para 196 mil pessoas
UTI LOTADAS
13 crianças com covid estão em estado grave em Cuiabá
ESTUPRO DE VULNERÁVEL
Mãe descobre estupro ao desconfiar que filha de 12 anos tinha ciúmes do padrasto
VIRUS A SOLTA
Caixão com corpo que tinha identificação de risco biológico por Covid é achado em estrada
TRAGEDIA NA RODOVIA
Jovem fez vídeo antes de morrer em acidente no Paraná: 'Devagar, motora'
FATALIDADE
Padre cai de pedra em cachoeira e corpo é encontrado em poço
GANGUE DO TIJOLO
Menores entre 13 e 17 anos formam bando e fazem 'arrastão'; veja vídeo
LUZ DO DIA
Empresário é executado com três tiros dentro de carro
SELFIE DA MORTE
Professora tenta tirar selfie e morre afogada ao cair no mar