Menu
SADER_FULL
quinta, 28 de maio de 2020
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Juros do crédito têm leve alta e inadimplência cai em abril

26 Mai 2010 - 13h00Por MS Notícias
A taxa de juros cobrada das pessoas físicas teve leve alta de março para abril, passando de 41% ao ano para 41,1% ao ano, informou hoje (26) o Banco Central (BC). Para as empresas, a taxa permaneceu em 26,3% ao ano.

No caso das pessoas físicas, o cheque especial foi o que apresentou a maior alta – de 160,3% ao ano, em março, para 161,3% ao ano, em abril. A taxa do crédito pessoal, que inclui operações consignadas em folha de pagamento, apresentou alta de 0,2 ponto percentual, para 42,9% ao ano. Os juros anuais cobrados nos empréstimos para a compra de veículos ficou estável em 23,5%.

A inadimplência para as pessoas físicas apresentou queda de 0,2 ponto percentual em relação a março e ficou em 6,8%. No caso das empresas, a inadimplência se manteve em 3,6%. O BC considera inadimplência os atrasos superiores a 90 dias.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESCALADA DE ENTERROS
Brasil aproxima de 26 mil mortes por covid 19
ESTUPRO
Homem é preso em flagrante tentando estuprar mulher desacordada
AUXILIO EMERGENCIAL
A 2ª parcela do auxílio de R$ 600 foi cancelada? Saiba como resolver o problema
CORONAVIRUS NO BRASIL
Covid-19: Brasil passa dos 400 mil casos confirmados e 25 mil mortes
MORTES CONTINUAM
Brasil é o 2º país no mundo com infectados com o coronavirus
FRAUDE
URGENTE! 160 mil possíveis FRAUDES no auxílio emergencial de R$600
COVID-19
URGENTE! Zezé Di Camargo e Luciano testam positivo para a Covid-19
BONITO - MS - COVID-19
Pandemia faz empresas demitirem 29% dos funcionários do setor de turismo de Bonito (MS)
VITIMA DA COVID 19
'Mãe' de Jojo Todynho morre de Covid-19
FÁTIMA DO SUL - O BOTICÁRIO
Dia dos Namorados é no O Boticário, confira o catálogo digital, entrega em casa em Fátima do Sul