Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
sexta, 30 de outubro de 2020
SADER_FULL
Busca
ÁGUAS DE BONITO
Brasil

Juros do crédito têm leve alta e inadimplência cai em abril

26 Mai 2010 - 13h00Por MS Notícias
A taxa de juros cobrada das pessoas físicas teve leve alta de março para abril, passando de 41% ao ano para 41,1% ao ano, informou hoje (26) o Banco Central (BC). Para as empresas, a taxa permaneceu em 26,3% ao ano.

No caso das pessoas físicas, o cheque especial foi o que apresentou a maior alta – de 160,3% ao ano, em março, para 161,3% ao ano, em abril. A taxa do crédito pessoal, que inclui operações consignadas em folha de pagamento, apresentou alta de 0,2 ponto percentual, para 42,9% ao ano. Os juros anuais cobrados nos empréstimos para a compra de veículos ficou estável em 23,5%.

A inadimplência para as pessoas físicas apresentou queda de 0,2 ponto percentual em relação a março e ficou em 6,8%. No caso das empresas, a inadimplência se manteve em 3,6%. O BC considera inadimplência os atrasos superiores a 90 dias.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PANDEMIA AINDA NÃO ACABOU
Pandemia avança e MS registra 555 novos casos de Coronavírus em apenas 24h
INCÓGNITA
Governo ainda não definiu como será o 13º de quem teve corte salarial
ANTICORPOS
Bebê nasce com anticorpos contra covid-19
Vítima contou violência sexual para a tia ESTUPRO DE VULNERÁVEL
Idoso é denunciado por estuprar filha de amigos e a enteada
FENÔMENO DA NATUREZA
Evento raro: Lua Azul poderá ser vista no Dia das Bruxas
AUXILIO POPULAÇÃO
Caixa deposita auxílio emergencial nesta 5ª feira para nascidos em novembro
FOI MAL
Bolsonaro recua e revoga decreto que facilita privatização dos postos do SUS
90% RECUPERADOS
Brasil tem 158,4 mil mortes por covid-19 desde início da pandemia
ASSEDIO SEXUAL
Dono de loja é preso por estuprar jovem na entrevista de emprego
100 PAGAMENTOS
Mais de 17 milhões devem ficar sem todas as parcelas do auxílio