Menu
FARMÁCIA_CENTROFARMA_FULL
quinta, 6 de maio de 2021
Busca
Brasil

Juiz diz que bloqueio a sites pornôs é ilegal

14 Set 2004 - 08h03
O juiz federal Jan Dubois declarou inconstitucional uma lei do estado da Pensilvânia que permite aos provedores de internet bloquearam o acesso a sites de pornografia infantil, alegando que ela fere a liberdade de expressão, garantida pela Primeira Emenda da Constituição dos Estados Unidos.

”A tecnologia usada impede também aos internautas de visitarem páginas que nada têm a ver com o tema”, argumentou Dubois.

John Morris, assessor do Instituto para a Democracia e Tecnologia aplaudiu a decisão de Dubois. Segundo ele, outros estados como Maryland, New Jersey e Oklahoma, que pretendiam seguir o exemplo da Pensilvânia, terão de rever sua posição.

”A lei foi mal elaborada. Cumpri-la, seria o mesmo que proibir o envio de correspondência para um condomínio de apartamentos porque um de seus moradores foi acusado de fazer algo ilícito”, acha Morris.

Os tribunais federais norte-americanos, incluindo o Supremo, já tinham rechaçado várias medidas que reprimiam a pornografia online.

Fonte: IBLNews.

Deixe seu Comentário

Leia Também

VITIMA DO MASSACRE
'Fiquei vendo costurarem os ferimentos. Chorava, orava e agradecia por ele estar vivo, diz mãe
FRIO - FÁTIMA DO SUL NOVA ONDA DE FRIO
Frio de origem polar começa a ser sentido novamente e terá geada
TERROR NA CRECHE
Sob forte emoção moradores de Saudades realizam velório coletivo das vítimas do ataque à creche
CHEGANDO FORTE
Frio chega com força e provoca geada no Sul
TERROR EM CRECHE
Jovem invade escola e mata três crianças e duas funcionárias
PÉSSIMA PROJEÇÃO
Covid-19: Brasil deve alcançar 575 mil mortes em 1º de agosto, diz instituto
SONHO INTERROMPIDO
Jovem perde noivo para a Covid-19 no dia do casamento: 'Nossos sonhos ficaram para trás'
PANDEMIA CORONAVIRUS
Triste número: Brasil ultrapassa 400 mil mortes por Covid-19
REVOLTA
Pastor zomba da fé dos indígenas Trukás que revoltados quebram templo em construção; veja o vídeo
VIOLAÇÃO
Vereador abre caixão para provar que idoso não morreu de covid; assista